Presidente da Primeira Liga garante o torneio e faz desabafo contra a CBF

Foto: Washington Alves/Light Press

O presidente da Primeira Liga, Gilvan de Pinho Tavares, se pronunciou após a CBF não autorizar o torneio. Ele informou que a Liga irá acontecer com ou sem o apoio da entidade. O torneio envolve times dos estados de Minas Gerais, do Sul do Brasil e Rio de Janeiro.

LEIA MAIS:
Saiba quanto a Globo desembolsou para transmitir a Primeira Liga

O presidente demonstrou muita insatisfação com a CBF, principalmente pelo momento que a entidade vive. “A CBF não está em condições de exigir nada. Se estivesse, não teria um ex-presidente preso e o atual sem poder sair do Brasil”, afirmou Gilvan em entrevista neste domingo ao site Superesportes.

A Primeira Liga é um torneio de caráter amistoso, e teve sua tabela divulgada na última quinta. Os primeiros jogos estão marcados para o dia 27. Até então a CBF havia informado que a competição seria incluída no seu calendário oficial a partir de 2017.

Ainda de acordo com o presidente, o fato de ter havido uma mudança no comando da CBF causou o veto à competição, já que o atual secretário geral da entidade, Walter Feldman, afirmou que o torneio não poderia ser disputado mesmo que de forma amistosa.

Para esse ano, a Primeira Liga tem 12 times participantes, divididos em três grupos.

Crédito da foto: Washington Alves/Light Press