Rafael Marques, Nikão, Zelarayán… cinco jogadores ofensivos que o Grêmio deixou escapar

César Greco/Ag. Palmeiras

No Grêmio, virou quase que uma obsessão contratar um jogador com características ofensivas para a temporada de 2016. Por enquanto, apenas jogadores de defesa foram trazidos: os zagueiros Kadu e Fred, e o lateral-direito Wallace. Mas não foi por falta de tentativas que meias ou atacantes não vieram. Abaixo, listamos cinco jogadores que o Grêmio deixou escapar nessa janela de transferências:

Fernández – Em busca de um centroavante de ofício, o Grêmio desceu a carga em cima de Fernández, destaque do Guaraní do Paraguai. Mas não adiantou elevar de US$ 3 milhões para US$ 4 milhões, cerca de R$ 16 milhões, a proposta pelo jogador. O alto poder financeiro do Tigres do México voltou a falar mais alto e, assim como Zelarayán, Fernández será companheiro de Rafael Sóbis em 2016.

Zelarayán – No caso do meia argentino Lucas Zelarayán, 23 anos, o grande culpado pelo insucesso do negócio não foi o Grêmio, que fez uma proposta oficial ao Belgrano de cerca de 3 milhões de euros. Porém, o Tigres do México cobriu a proposta e garantiu o meia.

Nikão – Depois de se destacar pelo Atlético-PR na disputa do Brasileirão do ano passado, o meia Nikão entrou na lista de reforços do Grêmio e esteve perto de vir à Arena. As negociações chegaram a estar em um estágio avançado, mas o vazamento da informação por parte da diretoria do Furacão prejudicou o desfecho positivo da transferência. O Grêmio trata o caso como “página virada”.

Rafael Marques – Seria a cereja no bolo gremista visando a Libertadores de 2016. O Grêmio acompanhou de perto e monitorou toda a novela envolvendo Rafael Marques, o seu clube na China, Henan Jianye, e o Palmeiras. Mesmo com as diversas tentativas frustradas do alviverde em contar em definitivo com o jogador, o Grêmio não chegou a abrir uma negociação. Tanto esperou que o Porco foi lá e, enfim, renovou com o atacante.

Luís Fabiano – Claro que não se tratava de um jogador barato e nem mesmo de uma negociação acessível, mas o Grêmio viu um centroavante de renome “dar sopa” no mercado e nada fez para contar com o jogador. Desgastado no São Paulo, Fabuloso já havia anunciado sua saída do Morumbi antes mesmo do fim do último Brasileiro. Chegou a acontecer uma especulação com o clube gaúcho, e nada mais. No final das contas, Luís Fabiano foi mais um a ir para a China.

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.