UFC Boston: tudo o que você precisa saber

Reprodução/Instagram

O segundo evento do UFC em 2016 tem tudo para mostrar o porquê deste ano ser considerado um dos melhores para os fãs em termos de agenda. Se logo no dia 2 de janeiro o UFC 195 colocou em jogo o cinturão do campeão dos meio-médios (77kg) Robbie Lawler, neste domingo (17), em Boston, nos Estados Unidos, é a vez de o dono da divisão dos galos (61kg), TJ Dillashaw, ser desafiado.

LEIA MAIS:
Jhenny Andrade é indicada ao prêmio de ring girl do ano e faz ensaio para ganhar; confira

 

Se Lawler travou uma verdadeira guerra contra Carlos Condit e venceu na decisão dividida dos jurados, Dillashaw deve seguir o mesmo caminho. O motivo? O adversário é um rival com estilo praticamente idêntico e que foi dominante na categoria, sendo parado apenas por lesões: Dominick Cruz.

Tanto Dillashaw quanto Cruz são conhecidos por serem lutadores de movimentação intensa no octógono, verdadeiros “bailarinos”. E, com eles, não tem tempo ruim, afinal, ambos gostam de trocar pancadas. Cruz, mais focado no boxe; Dillashaw, no kickboxing. Fora o conhecimento que a dupla tem no wrestling.

Aos 30 anos, Cruz é um sujeito atormentado pelas diversas lesões nos joelhos. Foram elas, inclusive, que o fizeram ser destituído do cinturão dos galos em janeiro de 2014. A coroa passou para o brasileiro Renan Barão, que já era o campeão interino.

Com 20 vitórias e apenas um revés no cartel (para Urijah Faber, em 2007, no WEC), o ex-campeão lutou pela última vez em setembro de 2014. Antes disso, o hiato foi mais longo: outubro de 2011 foi quando ele se apresentou pela penúltima vez. Pelo histórico complicado de saúde e pelo período inativo, o desempenho de Cruz é uma incógnita neste domingo (18).

Se Dominick perdeu o cinturão via departamento médico para Renan Barão, Dillashaw foi o homem que brecou a carreira do brasileiro.

Em maio de 2014, TJ se tornou o novo rei dos galos, com um nocaute avassalador em Renan. Desde então, foram dois nocautes (o último, em julho do ano passado, novamente sobre Barão) que o consolidaram como o “cara” dos 61kg. Com 29 anos, o americano tem 12 vitórias e duas derrotas na carreira.

Como se tudo isso não fosse suficiente para uma luta daquelas, Cruz tem provocado Dillashaw como se não houvesse amanhã.

A promessa é que ambos façam uma luta agressiva e movimentada. Como está mais “inteiro” e com ritmo do que Cruz, o palpite do Torcedores.com é de vitória de Dillashaw por decisão dos jurados.

Vale ficar de olho

O card principal do UFC Boston está sensacional. No segundo evento mais importante da noite, os pesos leves (70kg) Anthony Pettis e Eddie Alvarez se encaram. No peso pesado (120kg), Travis Browne, namorado da estrela Ronda Rousey, enfrenta Matt Mitrione.

O brasileiro Francisco Massaranduba abre o card principal contra o inglês Ross Pearson. Já Francimar Bodão enfrenta o bósnio Elvis Mutapic, pela categoria dos meio-pesados (93kg), na primeira luta da noite.

O UFC Boston acontece no domingo (17) a partir das 21h (horário de Brasília). O card principal deve começar por volta de 1h de segunda-feira (18), também no horário de Brasília.

Confira o card completo:

CARD PRINCIPAL
TJ Dillashaw x Dominick Cruz
Anthony Pettis x Eddie Alvarez
Travis Browne x Matt Mitrione
Ross Pearson x Francisco Massaranduba

CARD PRELIMINAR
Patrick Côté x Ben Saunders
Chris Wade x Mehdi Bahgdad
Tim Boetsch x Ed Herman
Maximo Blanco x Luke Sanders
Paul Felder x Daron Cruickshank
Ilir Latifi x Sean O’Connell
Charles Rosa x Augusto Tanquinho
Rob Font x Joey Gomez
Francimar Bodão x Elvis Mutapcic

Crédito da foto: Reprodução/Instagram



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.