8 coisas que Damião fez em 2016 – em vez de gols

Getty Images

Leandro Damião é notícia há exatos 34 dias seguidos no noticiário esportivo brasileiro. Sim, em todos os dias do ano o atacante apareceu na mídia por algum motivo. Só não por um: gols.

Leia também: Briga “causada” por Damião faz presidente do Betis renunciar ao cargo

Não é um bom sinal quando todos os times do país já fizeram pré-temporada, jogos-treino, amistosos, ao menos um jogo oficial e você não tem um gol sequer sendo, supostamente, um dos centroavantes de mais qualidade no país e sondado por diversos times europeus. Alguma coisa está errada.

Damião ainda não fechou com nenhum clube em 2016, mas já fez muitas outras coisas. Menos gol:

Postou treinos bizarros
Ele não fez gol, mas treinou bastante. Ou, ao menos, é isso que esse vídeo indica:

Ganhou liminar
Entre idas e vindas no tribunal, Damião venceu diversas liminares contra o Santos, o liberando do contrato com o clube e permitindo que ele assinasse com qualquer outro clube.

Perdeu liminar
Só que o Santos conseguiu reverter liminares na Justiça para manter o contrato com o atacante. Ou seja, Damião, na verdade, até que foi jogador de um clube neste ano – por alguns dias, ou horas. Mas foi.

Entrou em acordo
Liminar para lá, liminar para cá, e Damião entrou em acordo com o Santos há seis dias, quando sua contratação pelo Betis parecia iminente. O problema é que o acordo fala em Damião assinar com um clube e, como o Betis desistiu, a confusão segue.

Seguiu times europeus no Twitter
No dia em que o boato de que ele iria para o Betis surgiu, Damião – ou, claro, sua assessoria – passou a seguir diversos times europeus no twitter. Foi tão repentino que até o Mara, jornal espanhol que foi o primeiro a noticiar a possibilidade de acerto entre as partes, citou isso em sua matéria.

Se não fez gol, ao menos Damião recebe em primeira mão notícias do Betis, Hannover, Schalke 04, Monaco, Sporting, Braga e Atlético de Madri. Nenhum muito grande, mas cada um com seu gosto.

Viajou para a Espanha
Férias de janeiro, quem não quer viajar? Damião foi aproveitar uns dias na Espanha. Fechar negócio com o Betis parecia a desculpa perfeita. Como não aconteceu, ao menos passeios culturais podem ter ocorrido, não?

Virou “Baile de Canela”
Aparentemente, o “Damião domina com a canela. O Damião chuta com a canela. E quando vai correr, o Damião tropeça na canela. E ainda pensa que vai fazer gol de bicicleta”. Em 2016, não fez. Nem de nenhum outro jeito, no caso.

Fez presidente renunciar
Damião, por fim (até agora), conseguiu algo em 2016 que certa parte do Brasil vem tentando desde 2014: fazer um presidente renunciar.

Acredite: o presidente do Betis renunciou porque não conseguiu sua contratação graças ao Conselho Administrativo do clube, que vetou.

Gols? Zero
Impeachments (ou quase isso): um.

Foto: Getty Images



Jornalista esportivo.