Conmebol dobra premiação na fase de grupos da Libertadores

 

A Conmebol resolveu abrir os cofres. Envolvida em vários escândalos de corrupção, com vários dos seus dirigentes na mira das autoridades e cada vez mais pressionada pelos clubes, a entidade que comanda o futebol sul-americano anunciou nesta quarta-feira que vai dobrar a premiação dos clubes por cada jogo da fase de grupos da Copa Libertadores da América. Com a mudança, cada equipe vai passar a receber 600 mil dólares por partida nessa fase da competição.

Além do aumento na premiação, a Conmebol também anunciou que vai extinguir uma taxa de dez por cento sobre a bilheteria dos jogos. De acordo com o comunicado distribuído pela Conmebol, os clubes vão receber setenta por cento a mais do que recebiam até o ano passado. Esse valor está relacionado aos prêmios por jogos (que varia de fase para fase), direitos de transmissão e patrocínio. Além disso, o presidente Alejandro Domínguez anunciou a contratação da consultoria Deloitte para auditar todos os contratos assinados pela entidade nos últimos cinco anos.

O anúncio acontece num momento delicado para a entidade. Os principais clubes do continente articulam a criação da Liga Sul-Americana (com a participação de clubes brasileiros) e cobram mais dinheiro da Conmebol e um assento no Comitê Executivo da entidade.

Crédito da foto: Divulgação / Diego Haliasz / Prensa River



Produtor executivo da equipe de esportes da Rádio Nacional do Rio de Janeiro, jornalista e radialista formado pela ECO/UFRJ, operador de áudio, sonoplasta e grande amante de esportes, Rock and Roll e um belo papo de boteco.