Cruzeiro diminuiu despesas salariais pela metade

Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Conforme informado pelo Torcedores.com no mês de dezembro, a equipe do Cruzeiro planejou um ano de 2016 com despesas reduzidas, elenco mais modesto e treinador novato. Isto foi seguido a risco.

O presidente do Cruzeiro Gilvan de Pinho Tavares está tendo sucesso em seu empenho para reduzir despesas em 2016. O dirigente revelou que os salários que está pagando hoje são apenas 57 % do que era pago no ano passado.

LEIA MAIS: 
PRESIDENTE DO CRUZEIRO REVELA QUE CONTRATAÇÃO DE ROMERO FOI UM PEDIDO DA TORCIDA
NÃO CURTE CARNAVAL? VEJA A PROGRAMAÇÃO DO FUTEBOL NESTE FINAL DE SEMANA

A Raposa encerrou 2015 pagando R$ 7 milhões mensais em salários. Além disso o elenco era inchado e com jogadores mais badalados. Entre eles Júlio Baptista, Dagoberto e Leandro Damião que sequer eram titulares da equipe Celeste. Já em 2016, o custo mensal passou para R$ 4 milhões. Vários jogadores foram dispensados e a contratação de atletas menos badalados colaboraram para isto.

“Baixou bastante a folha de pagamento. Mas posso garantir que mais de 30% foi cortado. Agora está pouco mais de R$ 4 milhões, antes era de R$ 7 milhões”, declarou o mandatário do Cruzeiro nessa sexta-feira.

A nova política do Cruzeiro se deve a recém adesão ao Protuf — programa de refinanciamento de dívidas e também da saúde financeira dos clubes —. Com este programa, os clubes não podem gastar mais do que 70 % do seu orçamento com o futebol.

Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro