Em confronto direto, Vôlei Nestlé vence Praia Clube

Essa será a primeira vem em que a Rexona Ades e Vôlei Nestlé se enfrentam em semifinal da Superliga Feminina de Vôlei. Acostumados com os duelos decisivos em finais do torneio, a série de três jogos será repleta de bons lances e não seria difícil de cravar que o finalista será conhecido no terceiro jogo.
Foto: João Pires/Fotojump

A noite de sexta-feira de carnaval no José Liberatti, em Osasco, foi de comemoração para os torcedores do Vôlei Nestlé. Em partida válida pela sétima rodada do returno da Superliga Feminina de Vôlei, o time de Osasco derrotou o Dentil Praia Clube por  3 sets a 1  e diminuiu a vantagem para o time mineiro para quatro pontos na classificação.

LEIA MAIS: 

Surpresa mineira esquenta rodada na Superliga Masculina de Vôlei

Melhor fisicamente Suelle quer nova sequência no Vôlei Nestlé

No primeiro set, o Vôlei Nestlé não deixou o time de Uberlândia jogar. Com uma bons saques e consequentemente belos bloqueios o time de Osasco abriu vantagem rapidamente e colocu dez pontos de vantagem no placar. A partir daí foi só trocar bolas com as adversárias e fechar o set em 25 a 11. A parcial ficou marcada pela lesão da oposta cubana Ramirez, que torceu o pé esquerdo.

Com mudanças na formação inicial, o Dentil Praia Clube equilibrou mais as ações no segundo set. Com a entrada de Pri Daroit e Malu, no lugar de Ramirez, o time mineiro jogou ponto a ponto colado no placar. Mas, com a noite inspirada da cubana Carcases no ataque o Vôlei Nestlé venceu o set por 25 a 23.

Após equilibrar o jogo o Dentil Praia Clube resolveu jogar no terceiro set. Com boas defesas e pontos no contra ataque, a equipe colocou o Vôlei Nestlé em situações complicadas. E foi a passagem da ponteira Priscila Daroit que o time conseguiu abrir no placar e consolidar a vitória na parcial por 25 a 14.

Para diminuir a vantagem na tabela de classificação, o Vôlei Nestlé precisava vencer o quarto set. E foi a vez da levantadora Dani Lins prestigiar a belga Lise Van Hacke, que além do ataque ajudou na defesa. Com isso, o time paulista abriu no placar e fez o técnico Picinin solicitar seus dois pedidos de tempo. Mas, tudo em vão e o time de Osaso fechou o set em 25 a 12 e fechou o jogo em 3 sets a 1.

Foto: João Pires/Fotojump