Em entrevista, Gabriel falou sobre sua renovação com o Palmeiras

César Greco/Ag. Palmeiras

Nesta sexta-feira, o volante Gabriel completou seis meses exatos da cirurgia no joelho esquerdo. Por muito pouco, o jogador do Palmeiras não retornou aos gramados em jogo-treino dessa manhã contra o Nacional/SP realizado na Academia de Futebol. A comissão técnica do clube, todavia, achou melhor preservá-lo, aumentando ainda mais a ansiedade do atleta.

LEIA TAMBÉM:
Palmeiras: Marcelo Oliveira encontrou dupla ideal de volantes; confira

Mercado da bola 2016: veja o resumo das negociações do Palmeiras
Marcelo Oliveira diz que Leandro Almeida sairá do time titular do Palmeiras
Gabriel Jesus quebra jejum de 12 jogos sem marcar com a camisa do Palmeiras
10 zagueiros que o Palmeiras poderia contratar para vaga de Leandro Almeida

“Estava bem ansioso para participar, mas os médicos e o Marcelo (Oliveira, treinador) conversaram e acharam melhor segurar um pouco, estava muito pegado, até desleal. Eu preciso um pouco de cuidado, entendi muito bem. Semana que vem é começar novamente como grupo, entrar mais nos coletivos”, afirmou Gabriel, em entrevista coletiva após o jogo-treino.

Inscrito para a disputa do Campeonato Paulista, Gabriel não sabe ainda quando vai poder atuar. O último jogo dele foi no dia 2 de agosto do ano passado, contra o Atlético-PR, no Allianz Parque. Mesmo com folga nesse Carnaval, assim como todo elenco, o meio-campista quer evoluir ainda mais a parte física para acelerar sua volta ao campo.

“Falta muito pouco agora. Evoluí muito nessa semana, a confiança e o medo venho perdendo bastante, principalmente no bote e no giro. Vou evoluir mais ainda. Mais um pouco vou estar em campo. Estou quase 100% para ajudar novamente o Palmeiras”, contou Gabriel, que garantiu a promessa de procurar uma academia nesse feriado.

Outro assunto em discussão na coletiva foi a renovação de Gabriel. Contratado no fim de 2014 por empréstimo de duas temporadas, o volante do Palmeiras se mostrou tranquilo quanto as novas conversas a respeito da prorrogação do vínculo com o clube.

Meu objetivo, tirando os campeonatos, que é o principal, é ficar no Palmeiras, por muito mais tempo. Tem de ter paciência nesse aspecto, de ser procurado para conversar e renovar. Estou tranquilo porque sei que vou voltar bem e fazer o meu papel da melhor maneira. Tenho certeza que vai acontecer no momento certo”, encerrou Gabriel.

Curtiu a matéria? Siga o autor no Twitter: @fontes_matheus.
Facebook: Matheus Martins Fontes.

Foto: César Greco/Ag. Palmeiras



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.