F-1: Renault afirma que motor para 2016 terá melhor performance

Reprodução/ Twitter oficial Renault Sport F1

De acordo com a publicação online da “Motorsport”, a Renault divulgou que sua unidade de potência motora para 2016 terá a maior evolução já feita pela empresa na era híbrida.

LEIA MAIS:
F1: Renault substituirá Maldonado por Magnussen, diz revista

Em 2014 e 2015 os carros empurrados pelo motor Renault eram lentos e mesmo usando os tokens permitidos pela FIA, não geravam resultado ante os motores Ferrari e Mercedes.

Segundo o diretor da área de performance Cyril Abiteboul, para 2016 a equipe vem trabalhando nos testes para progressão contínua da unidade motora de 2015, e que pode afirmar que a Renault não ficará atras das melhorias das concorrentes.

“Não vai ser menor em relação à concorrência”, disse Abiteboul quando perguntado quais seriam as melhorias da unidade motora.

Esse foi o maior passo dado pela Renault desde que foram introduzidos os novos motores turbos híbridos.

Mais desenvolvimento

O novo diretor técnico da Renault, Remi Taffin, também confirmou que haverá mais desenvolvimentos e que desde o GP do Brasil de 2015 a equipe trabalha com novos direcionamentos técnicos.

“A unidade de energia usaremos em Melbourne é uma continuação do trabalho que começou no ano passado, e alguns conceitos add-ons”, disse Taffin.

Para Taffin, o motor que a Renault terá em Melbourne (abertura do Mundial) virá com melhorias significativas e que os refinamentos e progresso ao longo da temporada serão menores do que a equipe teve que fazer no início dos anos anteriores, onde começou muito abaixo e teve que progredir ao longo do campeonato.

Crédito da foto: Reprodução/ Twitter oficial Renault Sport F1



Jornalista. Gosta de abordar sobre futebol e às novidades do mundo na fórmula 1. Atualmente é analista de mídia para Honda S.A.