Gaviões da Fiel protesta contra FPF e governo de São Paulo

A torcida Gaviões da Fiel, maior organizada do Corinthians, realizou protesto no último dia 31 de janeiro contra a punição da torcida imposta pela FPF (Federação Paulista de Futebol), e contra a corrupção no futebol.

LEIA MAIS:
Gaviões sobre punição: “Marginal é quem rouba dinheiro da merenda”

Serão 60 dias de punição sem ir aos estádios, por conta de sinalizadores durante a partida da final da Copa São Paulo, no dia 25/01.

A torcida ao invés de soltar apenas uma nota, realizou uma caminhada na rua da Federação Paulista de Futebol e gritou palavras de ordem contra a punição e corrupção no esporte.

Além do protesto, em nota (leia na íntegra aqui) a Gaviões condena a punição destacando que fazia festa para a “molecada” que merecia por estar em uma final e que não houve qualquer ato ilícito.

Pois é fácil vender a ideia de que somos um mal ao futebol. Nossos sinalizadores, aqueles que furam camisetas, podem ser para muitos o que há de mais nocivo ao esporte.

O texto destacou ainda que a proliferação das notícias negativas alusivas aos torcedores organizados faz com que haja uma rejeição para o próprio esporte, e  que o futebol há corrupção e dirigentes desonestos que não são punidos, e nem sequer investigados.

O que há de pior para o futebol, são os escândalos de corrupção, o valor abusivo dos ingressos, os esquemas de empresários, a mercantilização da paixão, a elitização e esbranquiçamento das arquibancadas.

A Gaviões ainda cobrou investigações contra Governo Estadual de São Paulo, no qual há a menção a Fernando Capez, ex-promotor do Ministério Público e que brigava pela extinção das torcidas organizadas, e que agora é deputado estadual (PSDB) e atualmente é investigado pela Polícia Civil e pelo Ministério Público por suposta cobrança de propina em licitação das merendas escolares em contrato com o Governo do Estado de São Paulo.

Confira o protesto da Gaviões da Fiel, dia 31/01/2016, em São Paulo

Crédito da foto: Reprodução/ Youtube



Jornalista. Gosta de abordar sobre futebol e às novidades do mundo na fórmula 1. Atualmente é analista de mídia para Honda S.A.