Liga Sul-Americana de clubes pede transparência para Conmebol

Reprodução/ Twitter oficial Conmebol

Segundo os jornalistas do Globoesporte.com, Martin Fernandez e Vicente Seda, a Liga Sul-Americana de Clubes de Futebol (Liga formada por 35 clubes de 10 países da América do Sul) emitiu nessa última quarta-feira (3), uma nota oficial exigindo a participação dos clubes nas decisões da Conmebol, além do amplo acesso aos detalhes de quanto arrecada e gasta a entidade.

LEIA MAIS:
8 grandes brigas da história da Libertadores

O grupo criado para conseguir mais dinheiro com os contratos de transmissão de jogos quer um novo método de negócios, onde os próprios clubes possam saber de fato quanto está sendo comercializado os valores de contratos publicitários.

Essa união dos clubes vem no mesmo momento em que a Conmebol vive uma crise sem precedentes com seus ex-presidentes presos por supostamente receberem propina para venda de direitos televisivos por preços abaixo do mercado e lucrar com comissões e porcentagens de verbas publicitárias por fora, enquanto os clubes, os donos do espetáculo, quase nada recebiam.

Veja na íntegra do comunicado da Liga Sul-Americana de Clubes:

“Os clubes de futebol da América do Sul, os verdadeiros protagonistas do futebol no continente, estão unidos em um projeto de mudança e modernização da gestão do futebol. Não é aceitável que os clubes sejam deixados de fora das decisões que os afetam no âmbito das competições organizadas pela Conmebol.

Queremos saber, em detalhes, quanto arrecada e quanto gasta a Conmebol, onde esses fundos são investidos, como os contratos foram negociados e como a confederação é administrada. A Conmebol precisa iniciar urgentemente um processo de ampla reforma e os clubes devem participar ativamente neste processo.

Queremos que todos aqueles que de alguma maneira se aproveitaram ilicitamente do futebol para enriquecimento pessoal sejam fortemente punidos e banidos do futebol. Queremos que todos aqueles que estão envolvidos nos escândalos do futebol e que ainda permanecem na Conmebol e Federações nacionais tenham a dignidade de se retirar.

A união dos clubes de 10 países do continente é o primeiro passo para a mudança. Estamos cientes das nossas responsabilidades para com os torcedores de futebol e trabalharemos incansavelmente para criar um ambiente moderno, transparente e ético.

Liga Sul-Americana de Clubes de Futebol

Clubes que enviaram representantes para a reunião:

Brasil – Grêmio, Corinthians, Internacional, Palmeiras, São Paulo, Flamengo, Atlético-MG, Santos;

Argentina – River Plate, San Lorenzo, Independiente, Racing, Boca Juniors;

Uruguai – Peñarol, Nacional, River Plate;

Paraguai – Olimpia, Libertad, Guaraní, Cerro Porteño;

Chile – Universidad de Chile, Universidad Católica, Colo Colo;

Bolívia – Bolivar, The Strongest;

Peru – Sporting Cristal, Melgar;

Equador – LDU, Emelec, Barcelona de Guayaquil, Independiente del Valle;

Colômbia – América de Cali, Millonarios de Bogotá, Independiente de Medellín;

Venezuela – Caracas.

Crédito da foto: Reprodução/ Twitter oficial Conmebol



Jornalista. Gosta de abordar sobre futebol e às novidades do mundo na fórmula 1. Atualmente é analista de mídia para Honda S.A.