Na despedida, D’Ale se emociona e explica saída: “Só estou indo por ser o River”

D'Alessandro
D'Alessandro em treino do Inter. Foto: Divulgação/Inter

Com lágrimas no rosto e voz embargada, Andrés D’Alessandro sentou-se em uma das cadeiras da sala de conferências do Beira-Rio para dar uma das suas últimas entrevistas como jogador do Internacional. Ao lado do presidente Vitorio Piffero, o meia confirmou na tarde desta quarta-feira (3) o que já era esperado desde o início do dia. Ele defenderá o River Plate em 2016.

LEIA MAIS:

Inter anuncia coletiva de imprensa e saída de D’Alessandro vira realidade

Eduardo Sasha se despede de D’Alessandro: “Obrigado por tudo, capitão”

“Só estou saindo por ser o River. Eu falei com o presidente Vitorio, falei com a diretoria, pedi para pensarem bem na possibilidade. A chance existiu e agora se concretizou. Estou de saída do clube…”, disse D’Alessandro, com dificuldades em terminar a frase em decorrência da forte emoção do momento.

Antes do jogador tomar a palavra e atender os jornalistas presentes, o presidente Vitorio Piffero fez um rápido pronunciamento e garantiu que partiu do jogador a vontade de sair. D’Alessandro terá um contrato de empréstimo por um ano com o River, enquanto o seu vínculo com o colorado persiste até 2017. Não está descartado um retorno na próxima temporada.

No River, D’Ale terá a chance de voltar a disputar a Libertadores, competição que o Inter ficou de fora nesse ano. O meia foi formado pela equipe do Monumental de Nuñez, onde jogou entre 2000 e 2003, antes de se transferir para o futebol da Europa. No Inter, o argentino permaneceu entre agosto de 2008 e janeiro de 2016. Foram 340 partidas, 76 gols e 9 títulos conquistados, dentre eles a Libertadores de 2010.

Foto: Divulgação/Inter.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.