Opinião: As primeiras impressões sobre o “novo” Corinthians

durante o jogo realizado esta noite no Estadio Jose Liberatti entre Audax/Osasco x Corinthians/SP, valido pela 2a. rodada do Campeonato Paulista 2016. Juiz: Thiago Duarte Peixoto - Sao Paulo/Brasil - 04/02/2016. Foto: © Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Dois jogos oficiais e duas vitórias pelo placar mínimo contra XV de Piracicaba e Osasco Audax, pelo Paulistão. O reformulado Corinthians começou com o pé direito a temporada 2016 embora ainda não tenha tido nenhum grande desafio.

LEIA MAIS:
Contra o Audax, Corinthians ficou menos com a bola, mas finalizou mais do que na estreia
Guilherme avalia a estreia com a camisa do Corinthians

O futebol exibido ainda está longe daquele que encantou os torcedores no segundo turno do Brasileirão do ano passado, mas neste início de trabalho nem dá para exigir muito. O competente Tite se viu obrigado a reconstruir a equipe após a perda de seis titulares hexacampeões brasileiros. A diretoria fez a reposição. O treinador ainda não conta com o meia Giovanni Augusto e o atacante André, que aguardam a regularização na CBF. O volante Willians e o meia Guilherme jogaram os minutos finais da partida contra o Audax e não deixaram muitas impressões. Vai demorar um pouco para que as novas peças se encaixem.

Em relação à 2015, o Corinthians mantém o padrão tático e a consistência defensiva. Dos grandes paulistas, foi o único que não foi vazado nas duas primeiras rodadas. Por enquanto, Felipe e Yago têm dado conta do recado. O lateral-direito Fagner tem ficado mais postado na defesa e não sobe com mais frequência ao ataque como o companheiro Uendel, autor do gol da segunda vitória.

No meio de campo, Elias tem mostrado força nos desarmes. Contudo não tem aparecido como elemento surpresa no ataque. O meia Rodriguinho evoluiu em relação à estreia. Foi bem mais participativo e deu passe para o gol de Uendel. Vale lembrar que ele teve participação na vitória sobre o XV de Piracicaba ao dar bela enfiada para Elias, que dividiu com o goleiro. A bola sobrou para Romero marcar no final. Aliás, o paraguaio teve participação mais discreta contra o Audax embora nunca tenha faltado vontade.

Lucca, o talismã alvinegro na reta final do Brasileirão, não começou bem a temporada e já vê ameaçada a titularidade com as chegadas de Guilherme e Giovanni Augusto.

O Corinthians ainda tem muito a evoluir na sequência da temporada, mas o importante é que a confiança dos jogadores foi retomada após a debandada dos companheiros no início da pré-temporada. O primeiro grande desafio está marcado daqui a nove dias, contra o São Paulo, na Arena, pela quarta rodada do Estadual. Muito provavelmente, a equipe vai estar em estágio melhor.

Foto: © Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)