Super Bowl 50: Conheça pontos fortes e fracos do Carolina Panthers

Jeremy Brevard-USA TODAY Sports

O Carolina Panthers chega ao Super Bowl com uma campanha de 17 vitórias e apenas uma derrota, mas nem tudo são maravilhas para o time de Cam Newton e companhia. Então vamos listar as forças e fraquezas do time de melhor campanha nesta temporada da NFL.

Forças

Cam Newton-Greg Olsen: Essa dupla forma o principal alvo de ataque aéreo do time, e os números mostram isso. Newton lançou na direção de Olsen 123 vezes, acertando 77 passes, além de 1104 jardas fazendo ser o número 1 de passes certos do time. Essa dupla pode ser ainda mais acionada no Super Bowl, por ser uma possível jogada de segurança de Cam Newton.

Defesa contra o jogo corrido: Se essa opção é pouco usada pelo Denver Broncos, irá ser menos usada ou no minimo menos efetiva, pois enfrentará uma defesa que sabe proteger muito bem o jogo corrido. O cede por jogo em média apenas 88.4 jardas, sendo a 4º melhor defesa da NFL contra o jogo corrido, e pode ser decisivo para a partida.

Kuechly/Coleman/Davis : Se o time consegue proteger muito bem o jogo corrido, esse trio é o terror dos quarterbacks, pois combinados eles tiveram 15 interceptações na temporada regular. Sendo sete das 15 do free safety Kurt Coleman. E jogando contra Manning que lançou mais interceptações do TDs na temporada, pode complicar o sonho dos Broncos.

Fraquezas

Inexperiência: Esse fator pode influenciar desde o começo da partida, pois jogadores como Luke Kuechly, Cam Newton e outros estão chegando pela primeira vez a um Super Bowl e irão enfrentar uma equipe que há duas temporadas já participou de um Super Bowl e tem como o seu comandante um quarterback que foi cinco vezes MVP da NFL.

Ceder jardas aéreas: Quando se enfrenta Peyton Manning o maior erro é não ter uma defesa que seja forte contra o jogo aéreo. E em relação a média que Manning vem tendo na pós-temporada, a defesa do Panthers pode ser “uma verdadeira mãe”. Manning tem média de 180 jardas por jogo na pós-temporada e a defesa do Panthers cede 234.5 jardas. Isso quer dizer que o Panthers tem um grande problema a resolver, pois quanto mais espaço a defesa der, mais estrago o camisa 18 pode fazer.

Lesões: O time tem jogadores importantes no departamento médico, deixando a equipe vulnerável a algumas situações defensivas e ofensivas. Nomes como o do importante linebacker Thomas Davis e do wide receiver Corey Brown, que foi um dos principais alvos da equipe contra o Arizona Cardinals estão na lista dos questionáveis.

Se essas forças ou fraquezas irão fazer diferença só iremos saber no próximo domingo (07) no grande Super Bowl 50.

Foto: USA TODAY Sports



Radialista, comentarista no programa Gus in USA na Rádio EsportesNET. Apaixonado por Esportes Americanos, principalmente o futebol americano (NFL e College Football). Torcedor do Washington Redskins e do Tennessee Volunteers.