Sem Libertadores, ESPN ‘escala’ Lugano para comentar o empate do São Paulo

Divulgação/SPFC

Para suprir a ausência dos direitos de transmissão da Taça Libertadores e brigar pela audiência do pós-jogo, a ESPN Brasil teve uma ideia engenhosa: colocou Diego Lugano para comentar a estreia do São Paulo na competição continental no programa “SportsCenter”.

Leia Mais: Neymar diz a juiz que assinava o que o pai pedia
“Tecnicamente, o Palmeiras-96 era melhor que o São Paulo-93”, diz Cafu
Veja motivos para Hernanes NÃO jogar no Palmeiras
Valdivia, Gabriel Jesus, Rodrigo Caio: veja jogadores que ainda podem deixar seus clubes

O zagueiro, ídolo do Tricolor, analisou o desempenho da equipe, no empate por 1 a 1 com o Cesar Vallejo-PER, fora de seus domínios. A emissora montou um link no hotel onde o uruguaio está hospedado. E ele disse que ficou nervoso por ver o time sair atrás do placar, mas ficou contente com o poder de reação da equipe.

“Na verdade é cada dia mais difícil ficar de fora, ver os jogos mata-mata pela televisão, a experiência não ajuda nessas horas, fica mais nervoso. Mas estou feliz, contente. O resultado foi injusto, o São Paulo mereceu mais. O São Paulo demonstrou time maduro, que está preparado para coisas grandes para este ano. Saiu de um resultado adverso, partiu para cima com agressividade, teve ordem e um pouco de má sorte, deveria ter saído com resultado melhor. Mas isso é a Libertadores, não tem time que possa subestimar. Tem que ter total respeito e determinação, não se pode bobear”, afirmou o zagueiro.

Mas apesar do empate fora de casa, o que pode ser considerado um bom resultado, já que o time joga por um empate sem gols para avançar à fase de grupos da Libertadores, Lugano cobrou foco total dos companheiros na partida da próxima semana.

“Com a minha experiência, é bom sentir até um pouco de medo, faz com que esteja mais ligado, alerta, concentrado. Às vezes, quando vai como favorito não apresenta os sentimentos e faz com que cometa erros. Acho que foi um grande teste emocional sim, foi o segundo jogo da temporada, com jogadores novos. Saiu de uma situação adversa, teve um gol não apitado, aí sofre um golaço contra. Mas o time manteve a calma. Fiquei muito contente, mas foi apenas um empate. Semana que vem tem que estar ainda mais concentrado e focado no Pacaembu”, alertou o defensor.

Jonathan Calleri, que chegou ao São Paulo na última semana por empréstimo de seis meses, levou pouco mais de 10 minutos para marcar seu primeiro gol com a camisa tricolor, teve atuação elogiada.

“Um jogador, que apesar de muito novo, fez uma campanha muito boa, é uma revelação, está cotado para jogar na Europa. A gente, no que pode, está apoiando a rápida adaptação. Mas não teve problemas, porque jogou um jogo assim e fez um gol muito importante”, finalizou o defensor.



Jornalista que gosta de boas histórias e grandes personagens, não importa se dentro ou fora de campo