“Sou como uma mulher, consigo fazer duas coisas”, afirma Guardiola

Divulgação/Bayern

O técnico espanhol Pep Guardiola não tem enfrentado vida fácil no comando do Bayern de Munique desde que anunciou que, a partir da próxima temporada, estará a frente do Manchester City. Questionado pela imprensa alemã sobre o fato, o treinador deu uma resposta bem, digamos… curiosa.

LEIA MAIS:
YAYA TOURÉ PODE SAIR DO CITY COM CHEGADA DE GUARDIOLAEFEITO GUARDIOLA? MANCHESTER CITY PODE INVESTIR MAIS DE R$ 1,5 BI CONTRATAR MESSI E NEYMAR

“Sou como uma mulher. Posso fazer duas coisas ao mesmo tempo”, afirmou Guardiola durante entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira (5).

O treinador espanhol foi confirmado como novo comandante do Manchester City na última segunda-feira (1º). Ele vai substituir o chileno Manuel Pellegrini no meio do ano. Enquanto isso, continua no comando do Bayern.

“Sei que uma situação como esta não aconteceu antes, de um técnico deixar o Bayern. Normalmente, é o Bayern que despede um treinador. Mas temos ainda quatro meses pela frente, e devemos seguir trabalhando”. Falarei do City quando estiver na Inglaterra, não agora”, afirmou.

Além de afirmar que é capaz de conciliar as duas coisas – City e Bayern de Munique – Guardiola disparou contra a imprensa alemã.

“Estou aqui porque tenho que estar aqui. Não existe respeito entre os treinadores. Há meios que não me fizeram uma pergunta sobre futebol em três anos”, afirmou o espanhol.

Guardiola, que foi um volante com passagem marcante no Barcelona durante os anos 90 e os anos 2000, estreou como técnico em 2008, no próprio Barcelona. E não faltaram títulos: foram três Campeonatos Espanhóis, duas Ligas dos Campeões e dois Mundiais de Clubes da Fifa, para citar os principais troféus.

Em 2013, ele migrou para o Bayern de Munique. Na Alemanha, também foi vitorioso: conquistou dois Campeonatos Alemães, uma Copa da Alemanha, a Supercopa da Uefa e o Mundial de Clubes da Fifa.

Crédito da foto: Divulgação/Bayern



Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.