Grêmio e Rede Globo: entenda o contrato

 

O Grêmio já apontou qual será o destino do dinheiro que recebeu de luvas na assinatura do novo contrato de TV fechada com a Globosat. Os beneficiados com a entrada de 100 milhões de reais serão os membros do chamado condomínio de credores que aceitarem renegociar a dívida com o clube.

A direção pretende efetuar pagamentos a vista para quem reduzir o valor devido. A intenção é pagar R$150 milhões com o montante já recebido, conseguindo assim economizar R$50 milhões ou até mais, se as negociações forem boas. Entre esses credores está o investidor Celso Rigo que emprestou R$7 milhões para a contratação de Miller Bolaños, a negociação já previa que o Grêmio pagaria o empréstimo assim que assinasse o novo contrato.

Entre os outros prováveis alvos das renegociações estão o técnico Vanderlei Luxemburgo que tem a receber R$5,9 milhões e o atacante Kleber que cobra do tricolor R$ 13,2 milhões ambas quantias referentes as rescisões de contratos. E também o clube árabe Al-Jazira, de quem o Grêmio comprou o atacante Fernandinho, e ainda não recebeu 2 milhões de euros.

O novo contrato de TV é referente as temporadas de 2019 à 2024. Os valores anuais que a Globosat pagará deverão variar entre R$120 milhões e R$150 milhões dependendo da venda de publicidade e do rendimento do time no Brasileirão.

Jayme Magalhães Neto