Motivado por Vampeta, Fábio Luciano afirma que já contava com o “bicho” dos jogos contra o São Paulo

Fabio Luciano é um nome comentado na Gávea - Foto: Reprodução/ESPN

Fábio Luciano e Vampeta, dois ex grandes jogadores que tiveram uma época juntos no Corinthians, anos de 2002 e 2003. Os dois conquistaram juntos o Torneio Rio São Paulo (2002), a Copa do Brasil (2002) e o Paulistão 2003. E no começo do século, o maior rival do Timão era o São Paulo. Para conquistar os títulos das três competições, o Timão passou pelo Tricolor. Ontem a dupla esteve no programa Resenha ESPN e contaram um pouco dessa rivalidade com o São Paulo.

LEIA MAIS
Vampeta revela os 5 jogadores que mais bebiam e coloca Ronaldo em primeiro
Mercado da bola: Jornalista diz que Romero recusou nova proposta milionária da Russia

No começo dos anos 2000, Corinthians e São Paulo rivalizaram bastante, os times decidiram o Rio São Paulo de 2002 e Paulistão 2003, além do Timão eliminar o Tricolor na semifinal da Copa do Brasil em 2002. Fatos que fizeram Vampeta ficar confiante e provocar o rival no período, criando até o apelido de “Bambi”.

A confiança do Velho Vamp contagiava até o elenco como disse Fábio Luciano no programa Resenha ESPN. “Na época que a gente jogou junto no Corinthians a gente tinha nosso rival maior, o São Paulo, era um negócio incrível, a gente jogava a semifinal e passava. Esperava o São Paulo passar, quando o São Paulo passava, no outro dia o Vampeta chegava e falava podemos gastar o bicho que o título é nosso”.

“Chegou uma hora que eu meio acreditei nisso, eu estava fazendo minha casa e ligava para o meu pai e falava compra 10 mil (Apenas exemplo dado por Fábio Luciano pelo preço do ‘Bicho’) de material e bota a nota para depois da decisão”.

A dupla também conquistou junto no Corinthians um dos maiores e mais contestados títulos da história do clube, o Mundial de Clubes da FIFA de 2000, disputado aqui no Brasil.



Jornalista em formação. Fanático por esportes, principalmente futebol. Vivo em busca de desafios e oportunidades que a vida me proporciona.