Muriel admite falhas, mas reclama da barreira no primeiro gol do Novo Hamburgo

Flamengo
Crédito de imagem: Divulgação/Inter

Muriel não teve uma feliz tarde de sábado. Na vitória por 4×2 do Inter sobre o Novo Hamburgo, o goleiro deixou a desejar e falhou nos dois gols do adversário. No primeiro deles, rebateu uma falta para o meio da área e permitiu o gol de Anderson Paraíba no rebote. No segundo, uma falta na lateral da área batida rasteira surpreendeu o arqueiro.

LEIA MAIS:

Inter espanta a crise e aplica 4 no Novo Hamburgo; confira os gols

“No primeiro gol pedi quatro na barreira e foram três. Mas tenho que assumir a responsabilidade das coisas que acontecem no jogo. O segundo gol foi uma bola forte. Acho que o batedor não quis isso. Tinha muita gente na frente e quando tentei reagir, acabei batendo com a cabeça na trave”, salientou.

“Eu tenho uma autocrítica muito forte. Me cobro muito. Tenho frieza de não me abater nos erros. Com a sequência de jogos, o goleiro consegue antever as jogadas e naturalizar os movimentos. Mas não me escondo atrás disso. Treino muito forte e vou seguir trabalhando”, acrescentou.

Na última quarta-feira, Muriel também recebeu críticas nos gols tomados na partida contra o Fluminense. O clube carioca eliminou o Inter na semifinal da Primeira Liga em cobranças de penalidades máximas. No tempo normal, o jogo terminou 2×2. Com contrato até o meio de 2017, Muriel deixa o futuro em aberto. “Se em algum momento o Inter não quiser contar comigo, vamos conversar”, disse.

Muriel esteve presente nessas duas partidas do Inter em função da ausência do titular Alisson, seu irmão, que está integrando a delegação da Seleção Brasileira nos duelos pelas Eliminatórias. Como Alisson jogará na Roma, da Itália, no segundo semestre, o Inter ainda busca um goleiro no mercado. Danilo Fernandes, do Sport, é um dos nomes preferidos.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.