10 jogadores “esquecidos” que atuam na MLS

Mendoza - New York City FC x Vancouver Whitecaps
Crédito da foto: Divulgação/MLS

Todo o mundo já está cansado de saber que algumas das estrelas do futebol mundial jogam na Major League Soccer (MLS) atualmente, entre elas o ingleses Frank Lampard e Steven Gerrard, o italiano Andrea Pirlo, o marfinense Didier Drogba e o craque brasileiro Kaká. Entretanto, há outros vários atletas que já se destacaram em clubes brasileiros e do mundo todo, mas agora estão “esquecidos” atuando nos Estados Unidos e no Canadá.

LEIA MAIS:

LEMBRA DELE? JÚLIO BAPTISTA ACERTA COM TIME DE KAKÁ PARA JOGAR NA MLS

MLS: GIOVANI DOS SANTOS “RECRIA” GOLAÇO QUE MARCOU NA COPA OURO DE 2011

MERCADO DA BOLA: LAZIO TEM INTERESSE EM REVELAÇÃO DA MLS

20 ANOS DE MLS: CONFIRA O DESASTRE QUE ERAM OS UNIFORMES NA 1ª TEMPORADA

REFORÇO DO PALMEIRAS NÃO PODERÁ JOGAR A COPA DO BRASIL

MERCADO DA BOLA: FLAMENGO PREPARA SAÍDA DE SEIS JOGADORES

Por isso, o Torcedores.com fez uma lista de dez jogadores que você vai relembrar e que há algum tempo não ouve falar. Confira:

Gilberto (Chicago Fire):

Crédito: Divulgação/MLS
Crédito: Divulgação/MLS

Revelado pelo Santa Cruz em 2009, o atacante foi vendido dois anos depois para o Internacional, mas foi se destacar mesmo jogando emprestado pela Portuguesa, em 2013. De lá ele se mudou para o Canadá, onde atuou pelo Toronto, na MLS, mas em fevereiro do ano passado voltou emprestado ao Brasil, desta vez para jogar no Vasco. Porém, a passagem pelo clube cruz-maltino não durou muito e o atleta fez apenas 26 jogos e marcou nove gols, até se transferir novamente para a MLS para defender as cores do Chicago Fire. Nesta temporada, aos 26 anos, ele atuou em cinco partidas e ainda não balançou as redes.

Ashley Cole (Los Angeles Galaxy):

Foto: Divulgação/LA Galaxy
Foto: Divulgação/LA Galaxy

Após consolidar carreira na Europa com vários anos atuando pelo Arsenal e pelo Chelsea, da Inglaterra, o lateral esquerdo, que disputou ainda as Copas do Mundo de 2002, 2006 e 2010, além da Eurocopa 2004 e 2012 pela seleção inglesa, se transferiu para a Roma em 2014, após seu contrato com os Blues acabar. Porém, na Itália não conseguiu mostrar seu talento e participou de apenas 16 jogos com o time de Roma e decidiu se mudar para o Los Angeles Galaxy no início de 2016. Neste ano, com a temporada apenas começando, já representou sua nova equipe em sete duelos.

Nigel de Jong (Los Angeles Galaxy):

Foto: Divulgação/MLS
Foto: Divulgação/MLS

O volante holandês é aquele mesmo que deu um “voadora” no peito do espanhol Xabi Alonso na final da Copa do Mundo de 2010, lembra? Aos 31 anos e com passagens por Manchester City, Ajax e Hamburgo, o jogador rescindiu seu contrato com o Milan e acertou com o Los Angeles Galaxy no início desta temporada, já disputou sete partidas pela nova equipe e protagonizou um dos seus lances de violência contra um adversário (assista aqui).

Giovani dos Santos (Los Angeles Galaxy):

MLS
Crédito da foto: Divulgação/Facebook LA Galaxy

Chamado de “um dos gênios do futebol” por Neymar, o atacante mexicano atua pelo Los Angeles Galaxy desde o ano passado, depois de jogar em vários países no mundo, apesar de ter apenas 26 anos. Filho do brasileiro Zizinho, ex-jogador de futebol, o mexicano começou a carreira no Barcelona, onde era comparado a Ronaldinho, mas não se firmou e acabou se transferindo para o Tottenham, da Inglaterra, antes de passar também por Galatasaray, da Turquia, e voltar para o futebol espanhol, onde atuou por outras equipes menores. Na última rodada da MLS marcou um lindo gol na goleada do Galaxy sobre o Real Salt Lake, por 5 a 2 (assista ao gol).

Robbie Keane (Los Angeles Galaxy):

Foto: Divulgação/LA Galaxy
Foto: Divulgação/LA Galaxy

Desde 2011 no Galaxy, o atacante é o maior artilheiro da história da seleção da Irlanda, com 67 gols, e também um dos grandes destaques da MLS. Participou da copa do Mundo de 2002 e atuou por muito tempo e com sucesso na Premier League, da Inglaterra, principalmente jogando no Tottenham.  Na atual temporada, está lesionado, mas já disputou cinco jogos pelo time da Califórnia, marcando dois gols.

Ignacio Piatti (Montreal Impact):

Foto: Divulgação/MLS
Foto: Divulgação/MLS

Carrasco do Cruzeiro na Libertadores de 2014, quando foi campeão e considerado o craque do torneio atuando pelo San Lorenzo-ARG, o meia, típico camisa 10, é dono de um ótimo passe e chega fácil até a área rival para fazer gols. Desde aquele ano no Impact, o argentino de 31 anos já atuou em oito partidas nesta temporada e estufou as redes quatro vezes.

Stiven Mendoza (New York City):

MLS
Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians/Divulgação

Campeão brasileiro com o Corinthians no ano passado, o atacante colombiano começou o ano como reserva no time de Nova Iorque, que disputa seu segundo ano na MLS, mas já foi titular últimas quatro partidas do time comandando pelo francês Patrick Vieira, lenda do Arsenal. Ele, porém, ainda não marcou gol na competição. Mendoza está emprestado pelo Timão ao New York City até o fim da temporada 2016.

Antonio Nocerino (Orlando City):

MLS
Foto: Divulgação/Orlando City

O meio-campista, ex-Milan, acertou nesta temporada com o Orlando City, para atuar ao lado de Kaká, seu companheiro dos tempos do time italiano. Volante marcador, mas que tem boa técnica, é a aposta dos Lions, ao lado de Júlio Baptista, para dar um salto de qualidade e chegar forte ao mata-mata da MLS neste ano.

Ilsinho (Philadelphia Union):

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Reconhecidamente um bom driblador, o lateral/meio-campista, ex-Palmeiras e São Paulo, chegou à MLS nesta temporada após ficar os últimos três anos na Ucrânia, atuando pelo Shakhtar Donetsk. Com cinco jogos pelo Philadelphia Union em 2016, o atleta já chama a atenção do público norte-americano por sua habilidade com a bola nos pés.

Nelson Haedo Valdéz (Seattle Sounders):

Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

O atacante paraguaio, de 32 anos, destaque em alguns jogos de sua seleção contra o Brasil, atua na MLS desde 2015 na equipe que tem maior média de público na história da competição, não começou bem este ano. Até agora, em sete partidas pelo Sounders, Valdéz ainda não balançou as redes.