América vence com propriedade, tira invencibilidade do Cruzeiro e reverte vantagem

Foto: Divulgação/América-MG

Abrindo a fase semifinal do Campeonato Mineiro, o América recebeu o Cruzeiro no Independência, neste sábado (16). Último dos quatro a se classificar, o Coelho enfrentou o, até então, único time invicto e líder do torneio, com intuito de diminuir a vantagem da equipe celeste – tarefa que desempenhou muito bem, também em virtude de uma apresentação apática do visitante.

LEIA MAIS:

AMÉRICA-MG X CRUZEIRO: CONFIRA OS GOLS DA PRIMEIRA SEMIFINAL DO CAMPEONATO MINEIRO

O Cruzeiro até começou melhor o jogo, dominando o meio de campo e mantendo a posse de bole. No entanto, a Raposa pecou nos excessos de passes, no preciosismo e na falta de qualidade na finalização. O atacante Rafael Silva até chegou a balançar as redes, aos 22 minutos, mas a arbitragem marcou impedimento. Depois disso a equipe foi diminuindo o ritmo, o América se reestabeleceu no meio de campo, mas sem muitas chances efetivas. No finzinho da primeira etapa, aos 42, depois de levantamento na área em cobrança de falta, Sueliton desviou de cabeça para o também zagueiro Adalberto completar para o gol.

No segundo tempo só deu América. O Cruzeiro voltou desligado e, além disso, as substituições do técnico Deivid, que colocou Élber, Pisano e Allano nas vagas de Cabral, Arrascaeta e Rafael Silva não deram certo. Já o Coelho entrou com tudo, obrigando o goleiro Fábio a fazer grandes defesas e a contar com a trave no chute de Tiago Luis. As substituições de Givanildo Oliveira, especialmente a entrada do lateral Danilo Barcelos, deram ainda mais fôlego para o time que se defendia com muita segurança e atacava com perigo. Logo após uma linda bicicleta de Victor Rangel, defendida por Fábio, a equipe alviverde chegou ao segundo gol, depois de falha da defesa cruzeirense, com uma arrancada de Pablo que tocou para o atacante marcar.

O resultado marcou o fim da invencibilidade de 11 jogos do Cruzeiro, que para seguir na disputa do Estadual, precisa vencer o América por dois ou mais gols de diferença. Por outro lado, o Coelho pode se classificar mesmo com derrota, desde que de um gol de diferença. O jogo de volta será no próximo domingo (24), às 16h, no Mineirão.

Ficha Técnica

América: João Ricardo; Sueliton, Leandro Guerreiro e Adalberto; Pablo, Claudinei, Tony, Rafael Bastos (Danilo Barcelos), Tiago Luís (Ernandes) e Bryan; Victor Rangel (Borges). Técnico: Givanildo Oliveira

Cruzeiro: Fábio; Mayke, Léo, Bruno Rodrigo e Sánchez Miño; Romero, Henrique, Ariel Cabral (Élber) e De Arrascaeta (Pisano); Alisson e Rafael Silva (Allano). Técnico: Deivid

Gols: Adalberto (AM), aos 42 do 1º tempo, e Victor Rangel (AM), aos 30 do 2º tempo.

Arbitragem: Igor Junio Benevenuto; Marcus Vinícius Gomes e Magno Arantes Lira (auxiliares)

Cartões amarelos: Sueliton, Claudinei, Tiago Luís (América) Romero, Ariel Cabral (Cruzeiro)



Mineira e estudante de Jornalismo da UFMG. Escritora nas horas vagas e amante de esportes o tempo todo.