Bazílio Amaral visita MS em busca de oportunidade como treinador

Divulgação Facebook

“Quero levar as minhas experiências, principalmente das passagens em grandes clubes do Brasil, como Ponte Preta, Guarani, Portuguesa, Corinthians e Palmeiras nas funções de observador técnico, tático, categoria de base e estágios para iniciar a minha trajetória como treinador”. Esse é o planejamento de Bazílio Amaral, que recentemente esteve no Velo Clube (Paulista A2) e tem passagens ainda por Capivariano e Grêmio Novorizontino.

Com 40 anos, Bazílio está percorrendo as principais cidades do Mato Grosso do Sul para encontrar com profissionais ligados aos clubes e também para conhecer a estrutura dos times. “Vou passar dez dias fazendo contatos e também conhecendo melhor o futebol como é jogado, desde o estilo de jogo, como as condições dos gramados e até mesmo a real estrutura”, explica Amaral.

No domingo, 16, Bazílio esteve em Dourados para acompanhar a partida entre Operário e Sete de Dourados pela semifinal do Estadual Sul-Matogrossense. “É importante assistir alguns jogos para entender o comportamento da torcida, dos dirigentes e principalmente dos jogadores. O Operário é um time muito aguerrido, com a torcida apoiando o tempo todo. O Sete eu achei mais organizado taticamente. Mas ficou claro que o gramado não ajudou na qualidade da partida, talvez por isso não saiu do 0 a 0”, analisa Bazílio.

Na próxima quarta-feira, 20, o treinador vai assistir à partida do Comercial contra o Joinville, pela Copa do Brasil. “Serão oportunidades para conhecer melhor os clubes. Estou fazendo excelentes contatos para buscar o meu espaço no Estadual em 2017”, finaliza Bazílio Amaral.