União perde e ameaça não jogar a próxima partida pelo Mato-Grossense

Crédito da Foto: Arquivo Pessoal

O Clube Esportivo Operário Várzea-grandense (CEOV) superou em seus domínios as dificuldades do adversário e ganhou de virada sobre o União Esporte Clube por 3 a 2, neste domingo, na Arena Pantanal, em Cuiabá (MT). Após um 1º tempo sem gols, o visitante Colorado abriu o placar com Valdir Papel de cabeça logo no início da etapa complementar.

LEIA MAIS:
CAMPEONATO MATO-GROSSENSE: SINOP VENCE CUIABÁ E CONTINUA LÍDER DO GRUPO D
LUVERDENSE VOLTA A VENCER E AGORA TEM ARTILHEIRO DO MATO-GROSSENSE

Tito empatou pro time da casa aos 18 minutos. A equipe operariana ficou duas vezes atrás no placar, mas avançou com mais dois gols de Yago. Primeiro, aos 21 minutos e, depois de Lima empatar novamente para o União de Rondonópolis após um cruzamento, ele fez o terceiro do time de Várzea Grande aos 42 minutos.

Com times bastante ofensivos, a partida não teve mais gols devido aos chutes altos nas finalizações das duas equipes e dois impedimentos (para o União aos 30 minutos e Operário de VG aos 39, ambos do 2º tempo). O presidente do União Reydner Roberto Souza e Silva reclamou da arbitragem devido ao gol anulado como impedido de sua equipe e aos dois gols (que ele classificou como irregulares) validados do CEOV.

Ele ainda ameaçou não colocar o time em campo no próximo jogo: “Estou orgulhoso do meu time, mas hoje foi um dia vergonhoso para o futebol mato-grossense. Roubaram o Operário nas últimas partidas e quiseram compensar hoje. Fomos roubados, a palavra certa é essa. O União não joga na próxima rodada, a não ser que me convençam!”, disse o dirigente em entrevista à rádio Voz d’Oeste.

O próximo compromisso das duas equipes é um novo duelo no estádio Luthero Lopes no próximo domingo (10) às 18h (hora de Mato Grosso). Com esta partida, o CEOV passa a ser o 3º com 3 pontos e o União é o lanterna do grupo D do Campeonato Mato-grossense com um ponto apenas. Somente os dois primeiros da chave classificam-se às semifinais.