Ecclestone muda o tom e detona pilotos: “Eles só têm interesse no dinheiro do esporte”

Reprodução/ Facebook oficial Fórmula 1

O cenário político no circo da Fórmula 1 está cada vez mais tenso, depois de vários pilotos virem a público reclamar sobre as atuais regras do esporte, Bernie Ecclestone, proprietário da categoria não poupou críticas aos motoristas e disparou: “Que tipo de interesse eles têm, os pilotos, que não seja o dinheiro oriundo do esporte? Eu nunca vi nenhum deles colocar um dólar nisso, você vai jantar com eles e nem sequer pagam. Eles não devem mesmo sequer ser autorizados a falar. Eles devem pegar o carro e pilotá-lo”, declarou em entrevista aos jornalistas no último Grande Prêmio do Bahrein.

O tom adotado pelo executivo é bem diferente do que foi usado por ele no começo do ano, quando em carta aberta, os pilotos juntamente com a GPDA, criticou abertamente o trabalho do comando da categoria, inclusive o de  Bernie. Entretanto em um memorando, divulgado pela rede britânica BBC,  o inglês mostrou reconhecer que mudanças deveriam ser realizadas urgentemente: “Nem sempre é fácil concordar com vocês, mas vocês estão corretos. Devemos, como vocês disseram, instigar os proprietários e os acionistas da F1 a considerar uma reestruturação de comando”. E completou pedindo aos pilotos que sugerissem quais mudanças deveriam ser feitas no esporte:  “É fácil analisar o que está errado. E ao menos, é melhor pensar antes de desejar algo”.

A relação entre Ecclestone e os pilotos azedou de vez, depois das pesadas críticas, que os mesmos realizaram em relação ao novo sistema de classificação. Sebastian Vettel, um dos pilotos mais próximos do executivo, no último domingo  detonou o novo formato e declarou em entrevista coletiva que essa era uma ideia de merda.