Em 2015, Palmeiras foi a “pedra” no caminho do Corinthians; relembre

Palmeiras e Corinthians se enfrentam, neste domingo, às 16h (horário de Brasília), em partida válida pelo Campeonato Paulista. Este será o primeiro confronto do Dérbi mais tradicional de São Paulo na temporada, e, se despertarem as emoções de 2015, Verdão e Timão têm tudo para protagonizar um jogo eletrizante no Pacaembu.

LEIA TAMBÉM:
Palmeiras x Corinthians: saiba o que está em jogo para o Verdão
Palmeiras e Corinthians trocam mensagens antes do Dérbi; confira

Mas você, torcedor, consegue se lembrar de como foram todos os clássicos entre Palmeiras e Corinthians em 2015? A seguir, o Torcedores.com faz um resumão para refrescar sua memória.

Acompanhe!

  1. Palmeiras 0x1 Corinthians – primeira fase do Campeonato Paulista

    Danilo fez o gol da vitória do Timão no Allianz Parque, pelo Paulistão. Foto: César Greco
    Danilo fez o gol da vitória do Timão no Allianz Parque, pelo Paulistão. Foto: César Greco

No primeiro Dérbi de 2015, o Palmeiras recebeu o Corinthians pela primeira vez em seu novo estádio. Sob o comando de Oswaldo de Oliveira, o Verdão vinha com um time totalmente reformulado, em comparação à temporada anterior, e apostava suas fichas em Dudu. Entretanto, Tite e companhia souberam ser eficientes e aproveitaram o erro de Vitor Hugo na saída de bola para marcar o único gol do jogo. O veterano Danilo provou novamente sua estrela para grandes jogos e deixou o dele.

Relembre!

2. Corinthians (5)2×2(6) Palmeiras – semifinal do Campeonato Paulista

Prass foi o heroi do Palmeiras na decisão por pênaltis em itaquera. Foto: César Greco
Prass foi o heroi do Palmeiras na decisão por pênaltis em itaquera. Foto: César Greco

Quase dois meses depois do primeiro duelo, foi a vez de o Corinthians receber o rival em seu estádio. Com melhor campanha da fase de grupos, o Timão vinha embalado também pelo momento na Libertadores, onde estava classificado para as oitavas de final. Pensando no desgaste, Tite chegou a poupar alguns titulares. Já o Palmeiras mostrava um melhor entrosamento e contava com Valdivia no meio-campo. Após um emocionante 2 a 2 no tempo normal, a decisão foi para os pênaltis e dessa vez quem brilhou foi Fernando Prass. O goleiro do Verdão defendeu as cobranças de Elias e Petros para levar o Alviverde à decisão do Paulistão, dentro de Itaquera.

Relembre!

3. Corinthians 0x2 Palmeiras – primeiro turno do Campeonato Brasileiro

Zé Roberto marcou um dos gols da vitória do Verdão em Itaquera. Foto: César Greco
Zé Roberto marcou um dos gols da vitória do Verdão em Itaquera. Foto: César Greco

Pouco mais de 15 dias após sofrer eliminação precoce nas oitavas da Libertadores, o Corinthians tinha o clássico contra o Palmeiras para tentar se redimir com sua torcida. O Palmeiras, por sua vez, vivia momento conturbado após a derrota na final do Paulistão para o Santos. Oswaldo de Oliveira era alvo de críticas e estava por um fio, por isso o clássico era importante para recuperar quem saísse vitorioso em Itaquera. E foi o Verdão quem levou a melhor com um incontestável 2 a 0, com gols de Rafael Marques e Zé Roberto.

Relembre!

4. Palmeiras 3×3 Corinthians – segundo turno do Campeonato Brasileiro

Dudu deixou o dele, mas não evitou o empate do Corinthians no Brasileirão. Foto: César Greco
Dudu deixou o dele, mas não evitou o empate do Corinthians no Brasileirão. Foto: César Greco

O Brasileirão estava em seu começo de segundo turno e o Corinthians já se colocava como o time a ser batido. A equipe com Elias, Jadson e Renato Augusto encantava a Fiel, mas o Palmeiras precisava da vitória para se aproximar da zona de classificação para a Libertadores. A equipe de Marcelo Oliveira começou com tudo marcando com Lucas logo no início. O lateral do Verdão, todavia, falhou na marcação em seguida e viu Guilherme Arana empatar. Os donos da casa voltaram a ficar na frente, com Robinho. O Corinthians não se intimidou e igualou pouco depois, com gol contra de Amaral. Dudu tratou de deixar o Verdão na frente antes do intervalo, levantando o Allianz Parque. E quando tudo se encaminhava para um triunfo alviverde, Vagner Love calou o estádio no final do segundo tempo.

Relembre!



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.