Enquanto um entra por uma porta o outro sai pela outra; CHEGA PEP, SAI TOURÉ

Reprodução/Youtube

Em entrevista ao portal FC Inter News, Dimitri Seluk, empresário do camisa 42 do Manchester City disse: “Ele definitivamente sairá do Manchester City. Posso confirmar isso calmamente”. Com isso todos os rumores de que a chegada de Pep Guardiola a Inglaterra combinaria com a saída do marfinense. Aos 32, o jogador deixará o clube inglês no fim da temporada.

LEIA MAIS:

BRIGA ENTRE TORCIDAS TERMINA EM QUEBRA-QUEBRA NO METRÔ DE SP; VEJA AS FOTOS

VEJA OS MELHORES MEMES DO CLÁSSICO BARCELONA X REAL MADRID

OS ‘’EX-EX-EX’’ MAXI LÓPEZ E ICARDI ; ENTENDA ESSA ‘’NOVELA’’ ARGENTINA

Touré está no City desde 2010, quando foi comprado por 30 milhões de euros junto ao Barcelona. Foi no clube catalão que as desavenças com o técnico espanhol começou. O volante por muitas vezes declarou abertamente conflitantes os conflitos com o treinador. Depois de anos ainda magoado, o volante concedeu entrevista à rádio catalã ‘’Ona FM’’ e disse: “Guardiola não confiava em mim. Sempre que falávamos, ele me deixava sem resposta e era pouco claro nas justificativas para me deixar fora da equipe. Até que surgiu a oferta do Manchester City. Nesta época, confesso que até a minha família começou a pensar que havia um problema qualquer com ele. Sempre pensei que tinha condições para encerrar a minha carreira lá, mas estava enganado”.

Durante sua trajetória em Manchester o capitão da seleção marfinense colecionou títulos, bons jogos e principalmente, gols importantes. Em 2010-11, o jogador foi o protagonista do título da FA Cup, quando marcou o gol da vitória contra o United e, logo depois na final contra o Stoke City, fez o gol do título que tirou os Citizens de uma fila de 35 anos sem título.

VEJA O GOL DA FINAL DA FA CUP:

Entre muitos clubes que estão de olhos na contratação de Yaya, parece que a Inter de Milão larga na frente, a relação entre o atleta e o técnico Mancini que agora é treinador dos nerazzurri é ótima. Porém, o empresário do jogador afirma que o dinheiro nesse caso não é o fator principal: “Se o aspecto econômico fará diferença? Absolutamente não. Não colocamos dinheiro à frente de tudo, mas sim o projeto que o clube nos apresenta. O melhor nos convencerá”, completou.