Esporte inglês se vê envolvido em escândalo de doping. Entenda!

Divulgação/Site Oficial da UKAD

O esporte do Reino Unido pode virar mais um epicentro de um escândalo relacionado a doping. O jornal inglês Sunday Times ´publicou neste domingo (3) uma entrevista com o médico Mark Bonar, que confessou receitar a atletas substâncias ilegais segundo a Agência Mundial Antidopagem (Wada) nos últimos seis anos.

LEIA MAIS

Celtic vence mais uma e dispara na liderança do Escocês

Segundo o Uol Esporte, a matéria do jornal diz que, dentre os atletas que teriam recebido receitas de substâncias consideradas doping estariam um jogador de críquete, ciclistas que participaram da Volta da França e até mesmo jogadores de futebol da Premier League. Arsenal, Leicester, Chelsea e Birmingham foram os times citados na entrevista, mas sem nomes de qualquer envolvido no caso.

Algumas das substâncias elencadas por Bonar estão esteróides, testosterona e EPO (eritropoetina). O médico alegou que não receitou nenhum dos produtos por questões desportivas, mas sim como forma de tratamento de problemas médicos.

“O fato de alguns deles serem atletas é irrelevante. Se eles tem deficiências comprovadas em exames sanguíneos, irei tratá-los. Todos eles tem completa consciência do risco que eles correm ao usar estas substâncias no esporte profissional e é responsabilidade deles obedecer aos regulamentos. Não dopei ou cuidei de qualquer paciente com o único propósito de melhoria de desempenho, embora possa ser um dos efeitos secundários do tratamento”, declarou Bonar.

Times também revelou na reportagem que o caso foi levado até a agência britânica antidopagem (UKAD) há dois anos, mas não houve investigação ou punições. Através de um comunicado no site da entidade, a organização disse que houve uma ‘investigação preliminar’ sobre as denúncias, mas que elas não foram levadas à frente pelo fato de que ‘não havia provas suficientes para que houvesse aprofundamento nas denúncias’.

Os times do futebol inglês nomeados pelas acusações de Mark Bonar também se pronunciaram através de comunicados, segundo a ESPN Brasil, todos negando envolvimento no caso e afirmando que as acusações de Bonar são ‘falsas’ e ‘sem fundamento’.

 

(Crédito da foto: Divulgação/Site Oficial da UKAD)