Esporte Interativo procura o CADE para provar que tem contrato com Santa Cruz e Figueirense

globo-x-ei
Imagem: Reprodução

Na ultima sexta-feira, o Esporte Interativo procurou o CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) para provar que tem contrato com o Santa Cruz e o Figueirense para a transmissão dos jogos dos times no Brasileirão na TV fechada a partir de 2019.

De acordo com a Folha de São Paulo, a Turner (controladora do canal) diz que soube que a Globo iria formalizar contratos com Santa Cruz e Figueirense através de sites especializados, e ressaltou que tem contratos com os dois clubes e que isso já tem conhecimento público.

“Caso V.Sas. resolvam fazer propostas a tais clubes relacionadas a direitos já contratados com o Esporte Interativo, V. Sas. não poderão alegar desconhecimento da existência dos instrumentos assinados, tampouco invocar a condição de terceiro de boa-fé. Nesta hipótese, ficará caracterizada a deliberada intenção de V.Sas. em interferir em contratos em vigor”, disse a Turner em documento. Santa Cruz, Figueirense e Globo confirmaram em suas assessorias de imprensa que que há acordos pelos direitos de transmissão do Brasileirão.

“Vamos acionar a Justiça para romper esse pré-contrato com o Esporte Interativo”, disse Constantino Junior, vice-presidente do Santa Cruz. O clube pernambucano deseja romper o pré-contrato com o EI por ter conversas adiantadas com a Globo.

“O Figueirense recebeu as duas propostas, Esporte Interativo e Rede Globo, que foram apresentadas ao conselho deliberativo, que é quem tinha o poder de escolha, até mesmo pelo tempo de contrato, e o conselho deliberativo escolheu a proposta da Globo. O Figueirense assinou com a Globo. Cabe a quem diga o contrário que prove”, afirma o Figueirense, que diz ter assinado somente com a Globo.

Por outro lado, a Globo disse não ter conhecimento de qualquer outro contrato que o clube catarinense tenha com outra emissora.