Ex-presidente do Santos diz que foi traído por pai de Neymar: “é imperdoável”

Credito da Foto: Reprodução Youtube

O ex-presidente do Santos Odílio Rodrigues Filho é apontado como um dos vilões na novela que se transformou a negociação de Neymar para o Barcelona em 2013. Expulso recentemente do quadro de associados do clube pelo Conselho Deliberativo por gestão temerária, o ex-dirigente atacou o pai do atacante, Neymar da Silva.

“O Santos e eu fomos traídos. Foi terrível! Eu não dormia! Escutei comentários de que muitos clubes não fizeram propostas porque já tinha conhecimento do pré-contrato com o Barcelona. O Santos negociou na boa fé como se fosse um livre mercado”, afirmou o ex-presidente ao blog Panorama Esportivo, do jornal O Globo.

Na época, o Santos vendeu Neymar por 17,5 milhões de euros – o clube ficou com 40% do valor -, mas depois foi revelado que o Barcelona pagou ao pai do jogador, via empresas de marketing, 40 milhões de euros.

“Penalmente não posso julgar. Mas, do ponto de vista ético, o pai dele cometeu um erro grave ao assinar contrato com o Barcelona sem o Santos saber. O que ele fez é altamente reprovável e imperdoável”, disse Odílio.

A negociação está sendo investiga pela Justiça na Espanha e pelo Ministério Público Federal no Brasil. A Receita Federal também investiga as negociações envolvendo Neymar, seu pai e empresas ligadas à família.

Odílio ainda falou ao O Globo sobre uma possível participação de Neymar nas negociações. “Quem sempre geriu a carreira dele foi o pai. Tenho esperança de que o Neymar um dia volte para o Santos, pois foi o segundo maior ídolo da história do clube”, disse.



Editor senior do Torcedores.com, o jornalista formou-se na Universidade Metodista em 2009 e passou pelas redações do Diário do Grande ABC, Agora SP, UOL e Fox Sports, onde fez a cobertura da Copa do Mundo de 2014. Está no Torcedores desde outubro de 2014.