F1: Hamilton supera Rosberg no final, e lidera último treino livre em Sochi

Lewis Hamilton foi o piloto mais rápido do último treino livre realizado no circuito do Parque Olímpico de Sochi, local que recebe o Grande Prêmio da Rússia, a quarta etapa da Fórmula 1. Na manhã deste sábado (30), o inglês da Mercedes registrou na parte final do exercício 1min36s403, utilizando os pneus supermacios.

LEIA MAIS:
F1: HAMILTON LIDERA TL2, E FAZ MELHOR TEMPO DO DIA NA RÚSSIA

A segunda colocação ficou com o líder do campeonato Nico Rosberg, distante 68 milésimos da marca obtida por Hamilton. Sebastian Vettel, que perderá cinco posições no grid de largada após a Ferrari trocar a caixa de câmbio de seu carro, ficou com a terceira colocação, seguido por Kimi Räikkönen, com a outra Ferrari. Felipe Massa, com a Williams, apresentou um bom desempenho e ficou com a quinta posição.

Valtteri Bottas, companheiro de Massa na Williams, apareceu na sexta colocação, logo à frente de Max Verstappen, com a Toro Rosso. A oitava colocação da atividade ficou com a McLaren de Jenson Button, que superou Carlos Sainz, também da Toro Rosso. Sergio Pérez terminou em décimo, enquanto Felipe Nasr fez o 22º e último tempo da atividade.

A atividade foi marcada pelo grande número de escapadas na curva 13 do circuito, e também pela batalha pela primeira colocação na folha de tempos, alternada entre Hamilton e Rosberg ao longo de toda a sessão, com o inglês levando a melhor sobre o piloto do carro número seis.

O qualifying está marcado para 9h deste sábado, e definirá o grid de largada para o Grande Prêmio da Rússia, que terá sua largada às 9h de domingo.

Confira como foi o terceiro treino livre

Os pilotos partiram para a pista logo no início dos 60 minutos de atividade, e o primeiro piloto a se estabilizar com o melhor tempo foi Ricciardo, com 1min38s895. Na sequência, Sergio Pérez passou reto na curva 13, e acertou levemente a mureta de proteção ao tentar retornar à pista, causando o Safety Car virtual, que foi acionado por poucos segundos.

Nasr apareceu na sexta posição quando restavam 42 minutos para o final da atividade, que teve suas atenções voltadas para as Mercedes. Primeiramente, Rosberg também escapou na curva 13, e viu Hamilton tomar a dianteira da classificação com 1min38s217.

A partir dos 35 minutos para o final do treino, os dois competidores da Mercedes passaram a se alternar na primeira posição, com Rosberg sobressaindo-se, com 1min37s224. Massa foi outro que apareceu bem na atividade, tomando a quarta colocação.

Os pilotos partiram para as simulações de corrida, voltando a tentar voltas rápidas apenas na parte final da atividade. Bottas pulou para a terceira colocação, mas acabou superado por Massa na sequência. Logo depois, foi a vez de os pilotos da Ferrari superarem os competidores da Williams, com Vettel à frente de Räikkonen.

Nos dez minutos finais, Rosberg melhorou em duas oportunidades seu tempo, e parecia garantir a volta mais rápida. Mas aí apareceu Hamilton que, com 1min36s403, tomou a primeira posição e liderou o último treino livre.

Foto: Getty Images



Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.