FIAT pode ser a salvação da Sauber na F1

Que a Sauber está imersa em problemas financeiros é um fato mais que consumado na F1. O time não está tendo seus melhores dias nas pistas e nas finaças.

A situação do time defendido nas pistas por Felipe Nasr e Marcus Ericsson é tão delicada a ponto de terem circulado rumores no Sakhir indicando que o GP do Bahrein talvez tenha sido a última prova do time suíço na Fórmula 1.

As especulações indicavam que além dos atrasos salariais, Monisha Kaltenborn teve que deixar o país do Oriente Médio às pressas para resolver assuntos financeiros da equipe fundada por Peter Sauber.

No entanto, parece que a luz no fim do túnel apareceu para os helvéticos. A Ferrari, parceira de longa data da escuderia, estaria disposta a comprar a equipe para rebatizá-la como Alfa Romeo, uma das marcas do guarda-chuva da FIAT.

Segundo o presidente do Grupo FIAT, Sergio Marchionne, a ideia da aquisição passaria pelo retorno da marca nos mesmos moldes que Red Bull e Toro Rosso adotaram na categoria.

“Acho que seria difícil para a Alfa Romeo regressar sem o suporte de algum time. É incrível como a Alfa continua no coração das pessoas. Por alguma razão a vejo voltando, e competindo na Fórmula 1”, falou.

A Alfa Romeo foi uma das primeiras marcas presentes na F1 e venceu a primeira corrida da história, em Silverstone 1950. Ela teve outra passagem como time entre 1979 e 1985. Ao longo de 110 corridas, ela somou dez vitórias na F1.

Foto: Reprodução Twitter