Jogador da Roma critica ausência da torcida no clássico: “Uma vergonha”

Crédito da foto: Reprodução / Site oficial da AS Roma

O “Derby della Capitale” terminou 4 a 1 para a Roma, mas para Alessandro Florenzi, jogador giallorosso e autor de um dos gols da partida, nem tudo saiu perfeito. Após o jogo, o capitão da equipe criticou duramente as duas torcidas, que decidiram não comparecer ao Olímpico em protesto contra medidas impostas nos setores das organizadas.

LEIA MAIS
ROMA 4×1 LAZIO: UM DERBY DELLA CAPITALE PARA ENTRAR PARA A HISTÓRIA
VEJA AS PROVÁVEIS ESCALAÇÕES DE LAZIO E ROMA PARA O DERBY DE DOMINGO
NA VÉSPERA DO DERBY, JOGADORES DA ROMA MOSTRAM CONFIANÇA: “SOMOS MELHORES”

“Para ser honesto, não gostei como o derby foi jogado. Seria hipócrita se dissesse que tudo correu bem. É uma vergonha e só posso imaginar como teria sido o sentimento da vitória se a curva estivesse lotada. Não me refiro só a torcida da Roma, mas aos torcedores da Lazio também”, declarou ao site oficial da Roma.

As “curvas” – Norte e Sul – são os setores do Estádio Olímpico onde tradicionalmente as torcidas organizadas de Lazio e Roma, respectivamente, assistem aos jogos. O protesto é contra as barreiras instaladas nestes locais. A Prefeitura de Roma alega medidas de segurança, mas os torcedores entendem que se trata de uma ação exagerada.

Florenzi foi além das críticas, comentando alguns aspectos da partida. “Espero continuar marcando esses gols de mais sorte, e cedo ou tarde também vou marcar alguns mais fáceis”, brincou o jovem romanista, que deve estar entre os convocados da Itália para a Eurocopa.

Perguntado sobre Totti, Florenzi negou que tenha tomado a braçadeira de capitão do ídolo romanista: “Não acho que essa seja a mensagem. Totti pode decidir seu próprio futuro e não nos esqueçamos de Daniele de Rossi, que teria sido capitão hoje. Os dois são lendas aqui. Espero que não nos esqueçamos rapidamente do passado”, encerrou.

“A zaga foi colossal”, diz Spalletti

O técnico da Roma, por outro lado, foi só elogios ao time durante a entrevista coletiva após a partida. Luciano Spalletti fez questão de elogiar a equipe, tanto coletivamente quanto individualmente.

“Tony Rudiger e Kostas Manolas foram colossais na grande área, quando a Lazio atacou bem no segundo tempo. El Shaarawy e Diego Perotti são jogadores maravilhosos. Os rapazes impuseram bem o plano de jogo. Só me resta tirar meu chapéu para todos eles”, avaliou o técnico.

Spalletti ponderou sobre o jogo e a situação na tabela: “Poderíamos ter matado o jogo, mas o grupo jogou unido. Agora, precisaremos estar prontos para escalar na tabela. O Napoli é uma grande equipe e precisaremos ser brilhantes para superá-los”, finalizou.



Mídias Sociais da AS Roma Brasil, MBA em Gestão Estratégica de Negócios, blogueiro desde 2007 e radialista amador. Escreve sobre futebol italiano, automobilismo e o que aparecer, mas gosta mesmo é de contar boas histórias