MotoGP: Ducati confirma Jorge Lorenzo

Divulgação/Site oficial Yamaha Racing

A Ducati divulgou um comunicado nesta segunda-feira (18) confirmando o acerto com o espanhol Jorge Lorenzo por duas temporadas. Mais cedo, a Yamaha já anunciara que o atual campeão da MotoGP não correria mais pela equipe a partir de 2017.

LEIA MAIS:

Ouça! Momento Motor dessa semana traz a Nascar, Stock Car Brasil, Fórmula Truck e a MotoGP

Vettel discute com Kvyat após corrida do GP da China; Confira

“A Ducati anuncia que chegou a um acordo com Jorge Lorenzo, e o espanhol disputará a MotoGP nas temporadas 2017 e 2018 a moto DucatiDesmosedici”, afirmou a nota publicada no site oficial da marca italiana.

O chefe de equipe de Borgo Panigale, Paolo Ciabatti, confirmou que as conversas com Lorenzo começaram logo após a etapa do Catar.

“Já havíamos falado com Lorenzo depois do Catar. As negociações seguiram em frente com o seu agente. A competitividade da nossa moto convenceu Jorge”, disse segundo o site do jornal italiano “Corriere dello Sport”.

Ciabatti também revelou que o tricampeão da MotoGP não foi o único nome procurado pela equipe: “Chegamos a procurar outros pilotos, um deles foi Marc Marquez”.

Atualmente, a dupla da Ducati é formada por Andrea Dovizioso e Andrea Ianonne. No entanto, ainda não se sabe qual dos dois italianos dará lugar ao tricampeão da categoria.

Por sua vez, a Yamaha havia publicado uma nota sobre Lorenzo momentos antes do anúncio da rival italiana.

“A Yamaha anuncia que a sua parceria com Jorge Lorenzo será descontinuada no final da temporada 2016 da MotoGP, quando Lorenzo partirá para novos desafios. Desde que chegou à equipe de fábrica da Yamaha em 2008, Lorenzo ganhou três mundiais, 41 corridas e conseguiu 99 pódios em 141 provas”, disse o comunicado.

A escuderia agradeceu ao espanhol pelos serviços prestados e afirmou que está ansiosa pelos “momentos memoráveis que as 15 corridas restantes da temporada reservam”.

“A Yamaha deseja a Lorenzo tudo de melhor em seu futuro e confirma que vai ajudá-lo na busca pelo quarto título mundial”, publicou.

Na mesma nota, a equipe anunciou que ainda não há nenhum nome definido para o posto de companheiro do italiano Valentino Rossi.