Opinião: A briga pelo título espanhol

Crédito da Foto: Reprodução/ Site oficial

O campeonato espanhol parecia já ter dono a duas semanas atrás, mas os tropeços do líder Barcelona diante de Real Madrid, Real Sociedad, e Valencia permitiram a aproximação dos rivais, e agora o título que parecia certo pode escapar das mãos dos catalães. Promessa de uma acirrada disputa nas últimas rodadas do campeonato.

LEIA MAIS:
O SIGNIFICADO DA VITÓRIA NO CLÁSSICO PARA O REAL MADRID

Barcelona

Nada dá certo para a equipe de Messi. Perderam os três últimos jogos no campeonato – dois deles em pleno Camp Nou. O time antes “imparável”, agora sentiu a falta de rotatividade durante a temporada, e está simplesmente cansado, a derrota para o Real Madrid e a eliminação diante o Atlético de Madrid na Champions League foram grandes golpes para o time catalão.

Nesse momento o Barcelona tem o mesmo número de pontos que o Atlético de Madrid, 76, e retém a liderança pelo critério de desempate que é o confronto direto, já que o time de Messi e companhia bateu os colchoneros duas vezes no campeonato. A vantagem catalã na disputa pelo título está na suposta fragilidade de seus adversários nos próximos confrontos, onde enfrentará Deportivo La Coruña (F), Sporting Gijón (C), Real Betis (F), Espanyol (C) e Granada (F).

Agora fora da Champions League, o time de Luis Enrique pode focar suas energias no campeonato espanhol, e precisa recuperar o bom futebol apresentado até pouco tempo atrás se quiser ser o campeão.

 

Atlético de Madrid

O time de Diego Simeone faz mais uma temporada fantástica. Com a vitória diante do Granada por 3 a 0, a equipe igualou o número de pontos do líder Barcelona e agora lutam mais uma vez pelo título espanhol.

O Atlético tem pela frente adversários duríssimos – Athletic Bilbao (F), Málaga (M), Rayo Valecano (C), Las Palmas (C), Celta de Vigo (C) – e um duelo pra lá de complicado contra o Bayer de Munique pelas semifinais da Champions League, o que fará com que Simeone quebre a cabeça para montar um time competitivo que possa brigar pelas duas taças, levando em consideração os aspectos físicos dos jogadores, para que em uma possível final da Champions League o time chegue inteiro fisicamente, diferente do que aconteceu em 2014 contra o Real Madrid.

 

Real Madrid

O terceiro colocado estava a 9 pontos atrás do líder Barcelona quando viajou ao Camp Nou para enfrenta-lo, após a vitória  naquele clássico, o time pôde ver o Barça tropeçar mais duas vezes, e agora, o Real Madrid cola no líder com 75 pontos, 1 a menos que Barcelona e Atlético de Madrid.

O time de Zidane, tinha seu foco voltado para a Champions League, afinal era lá que sua maior chance de título residia, mas agora a história mudou, mesmo na vitória contra o Getafe o time de Madrid parecia estar coma cabeça em outro lugar – talvez no duelo contra o Manchester City pela Champions League – o time parecia não se esforçar muito para buscar o resultado, mas a vitória veio mesmo assim, facilmente.

Em uma temporada tão instável dos Los Blancos, seria uma grande felicidade e surpresa o time conquistar seu 33º troféu do campeonato espanhol, mas para isso terá de enfrentar Villareal (C), Rayo Vallecano (F), Real Sociedad (F), Valencia (F) e Deportivo La Coruña (C). Zidane terá que pensar semelhante a Simeone: Ir com força máxima nas duas competições, ou continuar prezando pela UEFA Champions League?

 

Certamente o fim do campeonato Espanhol será mais emocionante do que esperávamos, e estas três equipes batalharão até o último minuto pelo título.

Quem será o campeão.