Opinião: Chororô de Chico Lang é injustificável; Palmeiras ganhou com méritos

SÃO PAULO, SP - 03.04.2016: PALMEIRAS X CORINTHIANS - O jogador Dudu, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do SC Corinthians P, durante partida válida pela décima quarta rodada, do Campeonato Paulista, Série A1, no Estádio do Pacaembu. (Foto: Cesar Greco / Fotoarena)

Erro? Podem falar o que for do resultado deste domingo entre Palmeiras e Corinthians no Pacaembu, mas não caio na esparrela do comentarista Chico Lang, da TV Gazeta de São Paulo, que escreveu um texto ontem em que chia bastante contra o trio de arbitragem.

A você Chico, só tenho a dizer o seguinte, seu choro não se justifica. E elenco as razões que me levam a não concordar com sua opinião.

Em primeiro lugar, o Corinthians entrou em campo classificado e sem tanta necessidade de vitória. Embora fosse um clássico (e todo clássico vale muito mais que os três pontos), o alvinegro podia jogar em velocidade de cruzeiro, uma vez que sua situação no Paulista está resolvida e tem um compromisso bem mais importante no meio de semana contra o Santa Fé, na Colômbia.

O Palmeiras por sua vez, vinha de maus resultados e precisava se reabilitar. O triunfo no meio de semana contra o Rio Claro deu uma certa tranquilidade, mas a confiança de ir mais além só viria com uma eventual vitória sobre seu maior rival, que poderia ou não acontecer. Se ela não viesse, o confronto contra o Rosario Central assumiria contornos ainda mais dramáticos. O triunfo deu moral e faz com que o Palmeiras encare o jogo na Argentina com a dramaticidade que ele exige, mas com mais confiança em si e no seu futebol.

Segundo ponto: Se tem algo que não pode ser contestado por nenhum dos lados neste domingo é a arbitragem. Flavio Rodrigues de Souza, Carlos Augusto Nogueira Junior e Anderson Jose de Moraes Coelho não tiveram nenhum erro flagrante e acertaram em todas as decisões no jogo. O pênalti marcado a favor do Corinthians existiu, e no lance do gol de Dudu, em que Lang reclama impedimento, uma análise mais detida da imagem mostra dois jogadores à frente da linha de impedimento, mas eles não participaram do lance e Dudu estava na mesma linha. Invocar o “Apito Amigo” vai além da minha capacidade de compreensão.

Outro lance que poderia gerar reclamações do lado palmeirense, que Lang convenientemente não citou foi no que seria o 2 a 0 alviverde, quando Dudu chutou e a bola iria entrar. Porém, Gabriel Jesus acabou tocando na bola antes que ela entrasse. A postura da arbitragem foi acertada, pois o camisa 33 estava fora de jogo e participou da jogada.

Que o Corinthians tenha tido falhas, como a de Cássio no gol sofrido e a zaga não tenha estado no seu melhor dia, pode ser aceito e citado. Que as famosas triangulações treinadas por Tite não tenham saído a contento, entende-se. Mas colocar a culpa do resultado deste domingo na arbitragem é no mínimo deselegante com o trio de arbitragem, que sequer foi notado em campo.

Foto: César Grecco/Ag Palmeiras