Opinião: Palmeiras age certo em reformulação do elenco

Palmeiras
Crédito da foto: Cesar Greco.Ag. Palmeiras

Após uma temporada de 2014 ruim e terminar uma posição da zona de rebaixamento e não terminando na zona de descenso graças a uma vitória do Santos sobre o Vitória na última rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras se reformulou completamente para 2015, foram 25 novos jogadores contratados, uma nova gestão, novo diretor de futebol, Alexandre Mattos. Dessas contratações a grande maioria não deu certo e acabou inchando o elenco alviverde. Um anos depois, o Verdão ainda sofre com o número grande de jogadores no seu elenco, mas Cuca está fazendo uma limpeza e age de forma correta.

LEIA MAIS
Felipe Melo volta a atacar Neto, ironiza rival e lembra até cusparada em juiz
Vídeo: Em desafio do travessão, David Luiz perde até para o goleiro reserva do PSG

Quando chegou ao Palmeiras, Cuca chegou com o rótulo de salvador, já que o time estava pressionado para se classificar no Paulistão e na Libertadores, o começo do treinador foi difícil perdeu 4 partidas consecutivas. Analisou o elenco após essas partidas e disse que ainda precisava de reforços, apesar da grande quantidade de jogadores.

E já começou a receber jogadores, o primeiro foi Roger Guedes, jovem promessa de 19 anos, contratado junto ao Criciúma, além de Roger chegaram também Fabrício e Fabiano, laterais do Cruzeiro, só que ao invés de compra em definitivo foi por empréstimo, que envolveu Lucas e Robinho, além disso Cuca demonstrou um possível interesse em negociar Barrios com o Internacional, também por empréstimo.

“Se Lucas Barrios interessar ao Inter, podemos pedir jogadores em troca. Tem que ser bom para o Palmeiras”, disse Cuca em entrevista à rádio Bandeirantes de Porto Alegre.

O treinador age de forma correta, pois ao liberar o jogador também já tem a oportunidade de reforçar o elenco, não gastando assim milhões em novas contratações.

Além disso vem optando por jogadores que são versáteis como no caso de Tche Tche do Audax, que é ambidestro e joga na lateral e meia, assim como Fabrício e Fabiano que joga na lateral e na zaga.

Cuca além de reforçar o Palmeiras, vem pensando também no principal, a conta bancária do clube, no lado financeiro, muitas vezes não adianta contratar em grande quantidade e não em qualidade. Um exemplo disso é que nesse ano, o Palmeiras contratou 7 jogadores e apenas 1 faz parte do time titular, somente Jean. Erik, Roger Carvalho, Edu Dracena, Régis, Moisés e Rodrigo tiveram pouquíssimas oportunidades no ano. Somente Erik custou R$ 13 milhões aos cofres do Palmeiras.

Dando autonomia para Cuca montar o “novo elenco”, o Palmeiras age de maneira correta e terá muito mais chances de ter um final feliz nesse campeonato brasileiro.



Jornalista em formação. Fanático por esportes, principalmente futebol. Vivo em busca de desafios e oportunidades que a vida me proporciona.