Opinião: Palmeiras vence, mas será que convence?

Crédito da foto: Reprodução/ Facebook oficial Palmeiras

É pessoal, o improvável realmente aconteceu. O Palmeiras venceu o Rio Claro sem convencer, ou melhor, por obrigação e neste domingo bateu o Corinthians em um jogo que marcou raça de um lado e tranquilidade do outro.

LEIA MAIS:
Palmeiras não ficava dois jogos sem sofrer um gol desde julho de 2015

Certo dia, ouvi de um parente corintiano que apenas pelo belíssimo trabalho do técnico Tite eles já não perderiam este jogo, mas o que se viu foi o duelo de dois grandes técnicos. Cuca atacava e Tite contra-atacava!

Com certeza, os personagens do jogo foram Fernando Prass, que defendeu um pênalti, e Dudu, que logo após fez o gol. Quem diria torcedor palmeirense, eu que achava que iria sofrer a falta do nosso grande goleiro Marcos, hoje tenho a mesma firmeza dos anos anteriores. Um grande time se começa por um ótimo goleiro.

O que me chamou grande atenção foi o gol de cabeça de Dudu. Quem diria que conseguiria marcar de cabeça, na frente de um goleiro de enorme estatura como de Cássio (sim ele saiu mal, mas vamos relevar, deixaram o jogador do Palmeiras solitário para empurrar para o gol dentro da área).

Era a vitória que o palmeirense esperava para elevar a moral do time e dar ânimo para enfrentar o Rosário Central, fora de casa.

O Corinthians estava tranquilo no Campeonato. Na entrevista coletiva, Tite exaltou que, mesmo perdendo, o time continuou com o mesmo ritmo de jogo, sem se desesperar e mantendo o mesmo padrão. Eu compartilho da mesma opinião: Venhamos e convenhamos, quem precisava mesmo ganhar era o Palmeiras, que está imbatível nos clássicos.

A motivação é outra em jogos decisivos. Agora é esperar o jogo da Libertadores, quem sabe os dois times se encontram de novo no torneio continental!