PAPO TÁTICO: Botafogo? Vasco? Quem será o campeão carioca de 2016?

Crédito da foto: Vítor Silva / SS Press / Botafogo

Está chegando a hora da verdade, minha gente. Vasco da Gama e Botafogo, as equipes com as melhores campanhas do Campeonato Carioca, vão decidir o título da competição a partir deste domingo, no Maracanã. O Trem Bala da Colina, ainda invicto em 2016, mostrou que o rebaixamento para a Série B no ano passado não afetou o time e chega à decisão apresentando um desenho tático eficiente e tendo em Nenê o seu principal jogador. E o Glorioso acabou sendo uma das grandes surpresas do estadual. Com apenas uma derrota no torneio (para o próprio Vasco), os comandados de Ricardo Gomes possuem um estilo de jogo sólido e moderno, com muita movimentação e disciplina tática. Quem será o campeão carioca de 2016? Façam as suas apostas…

É importante destacar que Jorginho e Ricardo Gomes fazem um belíssimo trabalho à frente dos dois clubes. É por isso que este que vos escreve afirma que é bastante complicado fazer qualquer prognóstico da decisão. Bom, enquanto o lateral tetracampeão em 1994 organiza os seus comandados num 4-3-1-2 (que varia para um 4-4-2 em duas linhas com o recuo de Jorge Henrique pelo lado esquerdo e libera Nenê e Riascos para o ataque), o ex-zagueiro da Seleção Brasileira arma a sua equipe numa espécie de 4-4-1-1, onde os volantes Rodrigo Lindoso e Aírton (sim, aquele mesmo do Flamengo) desempenham o papel fundamental de qualificar a saída de bola alvinegra e iniciar as jogadas ofensivas. São duas propostas de jogo bastante simples, mas muito eficientes e extremamente inteligentes.

Num primeiro momento, é possível que o Botafogo saia um pouco atrás no primeiro jogo da decisão por conta dos seus desfalques. Aírton e Emerson Santos (ótimo zagueiro) estão lesionados e o argentino Joel Carli está suspenso. A tendência é que Ricardo Gomes mantenha o esquema tático e arme o time com Bruno Silva junto a Rodrigo Lindoso e mantenha o promissor Leandrinho no lado direito da linha de quatro meio-campistas, e com Renan Fonseca e Emerson Silva formando a dupla de zaga. Do outro lado da decisão no Maracanã, Marcelo Mattos deve retornar ao time no lugar de Diguinho e formar a “trinca” de volantes com Julio dos Santos e Andrezinho. Com todos os titulares à disposição de Jorginho, é muito difícil não colocar o Vasco da Gama como favorito. Por outro lado, não será surpresa nenhuma se o Botafogo aprontar alguma coisa no Maracanã…

De um lado temos o Botafogo de Ricardo Gomes armado no usual 4-4-1-1, com a dupla de zaga reserva, mas forte no ataque com Salgueiro, Gegê e Ribamar. Do outro temos o Vasco de Jorginho, com Nenê assumindo o protagonismo e a Andrezinho organizando o time. O Trem Bala da Colina sai na frente por contar com todos os titulares. Mas o Glorioso pode surpreender. Campinho feito no Tactical Pad.

Embora este que vos escreve aponte o Vasco da Gama como favorito (pelo menos nesse primeiro jogo da decisão do Carioquinha), a equipe cruzmaltina tem alguns problemas que podem ser explorados pelo Botafogo. A jogada forte do Trem Bala da Colina está no lado direito. É bastante comum ver o lateral Madson assumindo o papel de válvula de escape do time cruzmaltino e se lançando ao ataque como um verdadeiro ponta à moda antiga. No entanto, é igualmente comum ver o mesmo camisa 2 com dificuldades na marcação e deixando espaços às suas costas. Além disso, vale lembrar que o Glorioso tem boas jogadas pelos lados do campo, principalmente na esquerda, onde Gegê e Diogo formam boa dupla.

Um outro ponto importante dessa decisão é saber como será a marcação em cima de Nenê, grande destaque do Vasco da Gama. Já é público e notório que o camisa dez é o principal atleta do Gigante da Colina além de ser um dos nomes que podem decidir o jogo em apenas um lance. Pelo que se viu até aqui, o jogador não costuma se sair muito bem jogando contra equipes armadas no mesmo esquema utilizado pelo Botafogo. E vale lembrar que o contra-ataque alvinegro e as investidas do uruguaio Juan Salgueiro (cada vez mais adaptado ao time) e Ribamar podem desmontar o forte (e eficiente) esquema defensivo do Vasco. Ao mesmo tempo, a ausência de um “homem gol” no Botafogo já é sentida desde a saída de Navarro.

De acordo com os dados do ótimo site da Footstats, a briga pelo título carioca mostra que teremos em campo dois ótimos sistemas defensivos. O Vasco levou apenas oito gols em todo o torneio. Já o Botafogo levou sete. Esse número Por outro lado, quando o assunto é bola na rede, o Trem Bala da Colina é superior: 28 gols contra somente 21 do Glorioso, fato que mostra que o ataque alvinegro não é tão eficiente quando sua defesa. De qualquer maneira, esse é o prenúncio de um duelo tático que promete ser um dos mais disputado das últimas edições do Campeonato Carioca.

Quem será o campeão carioca de 2016? O Vasco da Gama? Ou o Botafogo? Façam as suas apostas e deixem as suas opiniões nos comentários…



Produtor executivo da equipe de esportes da Rádio Nacional do Rio de Janeiro, jornalista e radialista formado pela ECO/UFRJ, operador de áudio, sonoplasta e grande amante de esportes, Rock and Roll e um belo papo de boteco.