Quase 60 mil pessoas foram a Wembley ver jogo entre times da terceira e quarta divisões

Wembley recebeu a final entre Barnsley e Oxford
Crédito da foto: Reprodução/Twitter oficial The Football League

Em final de semana de Barcelona x Real Madrid, houve outra partida importante, pelo menos para os torcedores de Barnsley e Oxford United que foram a Wembley neste domingo (8) para acompanhar a final do Johnstone’s Paint Trophy.

LEIA MAIS:
CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO CAMPEONATO INGLÊS

O Johnstone’s Paint Trophy é uma competição eliminatória da Inglaterra organizada pela Football League que envolve os 48 times da League 2 (quarta divisão) e da League 1 (terceira divisão). As equipes participantes também disputam a Copa da Liga Inglesa e a Copa da Inglaterra.

Vencedores famosos

Entre os vencedores do Johnstone’s Paint Trophy estão algumas equipes que atuam hoje na Premier League. É o caso do Bournemouth (1983/1984), Stoke (1991/1992 e 1999/2000), Swansea (1993/1994 e 2005/2006) e Southampton (2009/2010).

Local da final
Assim como nas demais copas realizadas na Inglaterra, a decisão do Johnstone’s Paint Trophy ocorre em Wembley, o que já confere à partida uma maior imponência. Certamente é mais amplo e moderno que o Oakwell Stadium, casa do Barnsley, com capacidade para 24 mil pessoas, ou que o Kassam Stadium, onde o Oxford manda os seus jogos, com limite de 12.500 torcedores. O Wembley tem quase o triplo da capacidade máxima dos dois estádios juntos.

Público
Os organizadores previam cerca de 60 mil pessoas em Wembley e o público se aproximou desse número. 59.230 torcedores estiveram presentes no histórico estádio, com ingressos cujos preços variaram entre 20 libras (cerca de R$ 101,00) a 60 libras (R$ 303,00). Apesar de estar longe da lotação máxima (90.000), o público impressiona, principalmente quando comparado às partidas realizadas no Brasil neste ano. O jogo entre Grêmio e Internacional foi o que teve maior público em 2016, levando 44.839 torcedores à Arena do Grêmio. Nem os clássicos estaduais chegam perto do público presente em Wembley neste domingo – Flamengo x Fluminese (28.727), Corinthians x São Paulo (36.378), Palmeiras x Santos (23.181) e Palmeiras x Corinthians (22.663). Claro que o tamanho do estádio ajuda, mas vale lembrar que são equipes de escalões inferiores, equivalentes à Série C e D do Brasil.

As equipes

Barnsley e Oxford chegaram à final do Johnstone’s Paint Trophy pela primeira vez em suas histórias. O Barnsley é o sétimo colocado da League 1 e ainda está na luta por um lugar no playoff de acesso ao Championship. Os Tykes viram o técnico Lee Johnson deixar o comando da equipe para acertar com o Bristol City, 19º colocado do Championship, após a vitória nos pênaltis contra o Fleetwood Town nas semifinais. Paul Heckingbottom assumiu como interino.

Já o Oxford está na segunda posição da League 2, mas ainda corre risco de ficar fora dos três primeiros lugares que garantem acesso direto à League 1. Nas semifinais, os U’s surpreenderam o Milwall (6º da League 1) na casa do adversário com uma vitória por 2 a 0 e perderam no Kassam Stadium pelo placar mínimo na volta.

O jogo
Os primeiros 20 minutos foram disputados, mas sem chances concretas de gol. A partir daí, o Oxford pressionou mais e saiu na frente com o gol do atacante Callum O’Dowda aos 29 minutos. Os U’s foram para o intervalo em vantagem, mas sofreram um gol contra do zagueiro Cheyenne Dunkley aos seis minutos da segunda etapa após uma disputa de bola com o atacante Sam Winnall.

Com 22 minutos para o fim, Ashley Fletcher, atacante emprestado pelo Manchester United, aproveitou o cruzamento desviado de Ivan Toney (emprestado pelo Newcastle) para deixar o Barnsley na frente pela primeira vez no encontro.

O Oxford esteve perto de igualar no minuto seguinte, mas o goleiro Adam Davies fez boa defesa para impedir o tento do meia Liam Sercombe. E como quem não marca, sofre, o Barnsley ampliou a vantagem a 16 minutos do apito final por intermédio de Adam Hammill, que avançou desde o meio campo até a entrada da área do Oxford para bater o arqueiro Benjamin Büchel. Os U’s até conseguiram reduzir dois minutos depois graças a um cabeceamento do atacante Danny Hylton, mas o placar se manteve inalterado até o fim do jogo.

Depois da conquista inédita, o Barnsley volta a focar suas atenções para a League 1 e para os sete jogos que restam em busca de um lugar no playoff. O Oxford terá que recuperar da derrota para se manter na briga pelo acesso direto ao escalão superior. Caso o Barnsley não ascenda ao Championship e o Oxford confirme a subida, teremos uma reedição da final do Johnstone’s Paint Trophy na temporada 2016/2017 da League 1.

Crédito da foto: Reprodução/Twitter oficial The Football League