Rafael Nadal se rende: “Está impossível parar Djokovic”

Nadal
Divulgação/ATP World Tour

Sincero como de costume, o espanhol Rafael Nadal rasgou elogios ao sérvio Novak Djokovic em entrevista à estação de rádio espanhola Cadena SER. Sem apresentar as melhores condições, o canhoto acabou desistindo do seu confronto de segunda rodada do Masters 1000 de Miami, e, eliminado, viu o número 1 do mundo sobrar em quadra e faturar mais um título.

LEIA MAIS:

Sob gritos de “Fora Dilma”, Djokovic bate Nishikori e conquista Miami

Com o título em Miami, Nole chegou ao seu 28° troféu de torneios da série Masters 1000 e ultrapassou Rafael Nadal, que se mantém com 27 e era o maior detentor até então. Além disso, o sérvio chegou ao 63° título na carreira e igualou a marca do lendário norte-americano André Agassi em Miami, com seis títulos no torneio.

“O Djokovic está conseguindo impor muita diferença com relação aos outros jogadores. É muito difícil conseguir isso que ele está fazendo. Está impossível pará-lo e devemos parabenizá-lo por isso. Alguém que consegue vencer todos os torneios que disputa por tantos meses é porque está com grande diferença sobre os rivais”, admitiu Nadal.

No entanto, Nadal segue motivadíssimo para a sequência da temporada de 2016. Agora, o circuito da ATP se prepara para a gira da Europa no saibro, e o próximo Masters 1000 é o de Monte Carlo. Mas outro desafio também já está na mente do espanhol ex-número 1 do mundo: as Olimpíadas do Rio de Janeiro.

“Quero ser o porta-bandeira da Espanha. Em 2012 tive essa oportunidade, mas não estive na competição. Me custou muito perder. Não sou eu que decido isso, mas se eu puder ser ficarei encantado”, resumiu.

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.