Reunião da CBF gera apreensão e deixa Tite com futuro incerto no Corinthians

Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Uma reunião entre diretores e comissão técnica da seleção brasileira promete deixar a torcida e a diretoria do Corinthians de cabeça quente. Nessa terça-feira a cúpula da CBF se reúne para passar panos quentes na atual situação. Quase 4.500 quilômetros distante, Tite prepara seu time para o confronto contra o Santa Fé da Colômbia. A esperança da diretoria alvinegra está na palavra do comandante, que recentemente admitiu ter negado dois chamados para a seleção em 2015.

LEIA MAIS:
VEJA A PROVÁVEL ESCALAÇÃO DO CORINTHIANS PARA ENCARAR O SANTA FE
SANTA FÉ X CORINTHIANS: RODRIGUINHO FICA, E TITE LEVA 22 PARA A COLÔMBIA

Dois motivos convencem a diretoria corintiana de que Adenor Bacchi recusará mais uma vez o maior posto para um técnico brasileiro. O primeiro, a contrariedade às atitudes de Marco Polo Del Nero e outros membros da CBF, envolvidos em escândalos de corrupção. O ex-presidente também é desafeto do influente ex-presidente do Corinthians Andrés Sanchez. O outro motivo é a o atual momento do clube. Com a melhor campanha no Campeonato Paulista e líder do grupo 8 da Copa Libertadores, a cúpula do Corinthians aposta que Tite não trocará o certo pelo duvidoso.

Diversas alas políticas e dirigentes da CBF pedem a cabeça de Dunga. Antes incomparável no cenário sul-americano, hoje a seleção sofre para se colocar na zona de classificação nas Eliminatórias para a Copa da Rússia em 2018. O que é dúvida dentro da entidade, é um clamor da torcida brasileira, que pede a saída do atual treinador. De imediato, o nome do técnico Tite vem como o substituto ideal.

A diretoria aguarda uma posição da CBF após a reunião para tomar uma decisão. O Corinthians ainda não busca um substituto, mas nome como Eduardo Batista e Oswaldo de Oliveira agradam a diretoria. Enquanto isso, o timão se prepara para o jogo de amanhã e depende de uma vitória simples para garantir a classificação para as oitavas de final.



Jornalista formado pela USCS, apaixonado por esportes, cultura e comunicação. Ex-atleta em atividade, pensa que sabe algo sobre futebol, handebol e esportes americanos.