Será? Último título nacional do Inter ocorreu em ano de impeachment

Crédito da foto: Site Internacional

O Brasil vive nesta segunda-feira, 18, a ressaca e os efeitos do avanço do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff ao Senado Federal. Em uma sessão turbulenta, longa e nervosa, os deputados federais votaram neste domingo o prosseguimento do processo, que ganhou sinal verde da Câmara. Dilma, neste momento, encontra-se em um sombrio corredor, que, em 1992, Fernando Collor de Mello não conseguiu sair.

LEIA MAIS:

Internautas usam processo de impeachment para provocar o Grêmio

Confira quem são os cinco jogadores mais valiosos do elenco do Grêmio

Para os colorados mais supersticiosos, há motivos para ter esperanças. Isso porque o último título nacional do clube foi em 1992 – mesmo ano em que foi aprovado o impeachment do presidente Collor, o primeiro processo dessa natureza na história do país. Naquele ano, o Inter conquistou o título da Copa do Brasil em uma equilibrada decisão contra o Fluminense. O zagueiro Célio Silva fez o gol de pênalti da conquista colorada.

Após a conquista de 1992, o Inter viveu um indesejado período de vacas magras, enquanto o seu maior rival empilhou conquistas no Brasil e na América. Com a chegada dos anos 2000, a gangorra Gre-Nal virou e o colorado passou a atingir suas maiores glórias, sem, no entanto, reconquistar um torneio de âmbito nacional. Por três vezes (2005, 2006 e 2009), acabou como vice-campeão brasileiro.

Para a temporada de 2016, cuja participação na Libertadores não foi alcançada, o grande objetivo do Inter é a reconquista de uma competição nacional. Caso se apegue nas coincidências e nas superstições, a torcida colorada já sabe do que precisa acontecer no Senado Federal.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.