Troféu Maria Lenk: mais dois índices e briga por vagas em revezamento

Foto de Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Nesta manhã do terceiro dia de Troféu Maria Lenk 2016, que neste ano é a última seletiva da natação para os Jogos Olímpicos do Rio e está acontecendo no mesmo Parque Aquático Olímpico da Barra que receberá a natação, além dos índices, estão em disputa as vagas para o revezamento 4 x 200 livre feminino já classificado. Mas também houve a volta de um veterano que vai à sua segunda Olimpíada.

LEIA MAIS

Comecemos pelos 200 livre delas, que já teve índice logo cedo. Larissa Martins Oliveira (Pinheiros) está perto de sua primeira Olimpíada porque fez o seu melhor tempo ever: 1:58.52, assim ficando 44 centésimos abaixo do índice. Jessica Bruin Cavalheiro (SESI) teve o segundo melhor tempo (e a terceira vaga do revezamento até agora) com 1:59.43. A quarta vaga, até o momento, é de Gabrielle Roncatto (Unisanta), que fez um bom 2:00.06 e tirou, por agora, Maria Paula Heitmann (Minas) do rev. O tempo de corte para a Final A foi o 2:01.07 da chinesa Liuiyixin Li, o que colocou Manuella Lyrio (Pinheiros, já com índice do Open) e Joanna Maranhão (Pinheiros) na Final B, por terem feito 2:01.29 e 2:01.26, respectivamente. Mas Joanna, Maria, Gabi e Rafaela Raurich (Curitibano) tem tudo, tudo mesmo, para disputar esta quarta vaga. Atenção para mais tarde. Ah, 2:04.51 foi o tempo de corte da final B da prova, feito por Andressa Cholodovskis Lima (Minas).

As duas, Joanna e Gabi, voltariam mais tarde para os 200 medley delas. E apesar do cansaço, fizeram tempos até bons. Joanna parou em 2:17.10, e Gabi, 2:19.13, o que as garante na Final A. A grata surpresa foi o segundo melhor tempo da prova, o de Nathalia Almeida (Flamengo), 2:17.73, o que a possibilita, sim, de fazer índice A, que é o forte 2:14.26. Os tempos de corte: para a final A, 2:21.34 de Fernanda Goeij (Curitibano), e para a B, 2:24.57 de Beatriz Dizotti (SESI).

Por fim, a única prova masculina deste domingo, os 200 borboleta, consagrando, por agora, a volta do veterano Kaio Márcio (Minas), que se junta a Gustavo Borges, Fernando Xuxa Scherer e Joanna no time das quatro olimpiadas. Ele foi o único, nesta manhã, a nadar abaixo do forte índice de 1:56.97, tendo feito 1:56.40. Até agora, ele e Leonardo de Deus (Corinthians) estão garantidos, porque o Divino fizera 1:56.14 em Palhoça. Outros na briga são Vinícius Lanza (Minas/Indiana), que fez seu melhor tempo, 1:58.18, e Luiz Altamir Melo (Flamengo), que chegou oito centésimos depois. De Deus, já garantido, tem 1:59.11 e Arthur Mendes (Corinthians/Auburn), 1:59.24. Esta segunda vaga, por isso, também está indefinida. Para a final A, o tempo foi de 2:00.20, de Marcos Ferrari (Pinheiros), e para a B, 2:03.10 de Rafael Mattioli (Minas).