Vampeta elege ex-companheiro como o maior jogador da história do Corinthians

Vampeta concedeu entrevista ao canal oficial do Corinthians no Youtube (Foto: Reprodução/Site Oficial SC Corinthians Paulista)

O canal oficial do Corinthians no Youtube entrevistou um dos personagens mais irreverentes da história do Timão. Vampeta, volante que atuou com a camisa alvinegra em três passagens – 1998 a 2000, 2002 a 2003, 2007 a 2008 -, elegeu o ex-companheiro Marcelinho Carioca, como o maior jogador da história do clube.

LEIA MAIS:
ANCELOTTI SURPREENDE AO COMPARAR BARCELONA E REAL MADRID

“De vez em quando, quem errava um pouco mais [no time de 2000] era o Marcelo que tentava inventar alguma arte, até porque era o mais diferenciado de todos. Eu o coloco na história do Corinthians, em números, como o maior de todos”, disse o campeão mundial com a seleção brasileira em 2002.

“Acho que o melhor Corinthians que eu joguei foi o time de 2000. Eu e Rincón não éramos uma dupla que roubava tantas bolas, mas nos posicionávamos muito bem. A gente até brincava pra saber quem errava menos passes. Era quase impossível de a gente errar tantos passes durante uma partida, principalmente no meio campo”, disse o Vamp, como ficou conhecido pela torcida.

O meio-campo do Corinthians na época era formado por Vampeta, Rincón, Ricardinho e Marcelinho Carioca, auxiliando o ataque que tinha Edilson e Luizão. Este time foi bicampeão brasileiro nos anos de 1998 e 1999, campeão paulista em 1999 e campeão do contestado Campeonato Mundial da FIFA, em 2000. Vampeta ainda revelou que os atletas não eram companheiros, mas quando entravam em campo, a qualidade falava mais alto. “Engraçado que nós jogávamos juntos, mas havia uma rivalidade nos rachões antes dos jogos. No meu time era eu Edilson e Marcelinho, e no outro o Rincón, o Ricardinho e o Luizão. O rachão que na teoria era pra relaxar acabava sendo mais pegado do que uma partida, até pela rivalidade que a gente criou dentro do grupo. Mas quando chegava dentro do campo para jogar juntos, tudo dava certo.”