Veja 5 tabus que podem ser quebrados para o Brasil no Rio-16

Credito da Foto: Reprodução Youtube

O Brasil participou pela primeira vez de uma olimpíada em 1920 nos jogos da Antuérpia (Bélgica) e desde então o país persegue alguns tabus, selecionamos cinco modalidades que buscarão quebrar o tabu de medalhas em 2016, competiremos em casa e nossas chances de conquistas aumentam com o apoio da nossa torcida.

LEIA MAIS:
Rio-2016 México e Alemanha se enfrentarão no futebol masculino
Jogadora americana de futebol feminino admite o uso de drogas

O ouro é perseguido pelo futebol masculino desde 1952 nos jogos de Helsinque (Finlândia), foram 12 participações brasileira com três medalhas de prata (84,88,12) e duas de bronze (96,08). Em todas as participações houveram muitas expectativas e grandes jogadores, porém colecionamos também grandes decepções e não chegamos ainda a conquista do Ouro.

Crédito da foto: Divulgação/Rafael Ribeiro/CBF
Crédito da foto: Divulgação/Rafael Ribeiro/CBF

Para o torcedor esse é um dos maiores tabus em olimpíadas por tudo o que o futebol brasileiro representa mundialmente, e a expectativa para os jogos do Rio é muito grande, será a chance de Dunga (foto) e Neymar colocar um ponto final neste incomodo tabu e colocar a bandeira brasileira no lugar mais alto do pódio.

O caminho do Ouro, a seleção canarinha estará no grupo A ao lado de Iraque, Dinamarca e Africa do Sul.

As meninas da seleção feminina de futebol também buscarão um feito inédito no Rio, o futebol feminino virou esporte olímpico em Atlanta 1996 e desde então chegamos perto por duas vezes em 2004 Atenas e 2008 Pequim paramos na prata, com boas gerações e pouco investimento o futebol feminino vive de promessas não cumpridas a muito tempo.

futebol feminino
Getty Images

Mas no Rio a história poderá ser diferente há uma seleção permanente e houve uma pequena melhora na estrutura do futebol feminino. Marta (foto), Cristiane, Formiga e cia  sempre demonstram muita vontade em jogar pela seleção, e contarão com o apoio da torcida brasileira para chegar ao lugar mais alto do pódio e colocar a inédita medalha de ouro no peito.
O caminho do Ouro, a seleção feminina estará no grupo E ao lado de China, Suécia e Africa do Sul.

Outro esporte bastante praticado no Brasil, mas que nunca conquistou uma medalha de Ouro em olimpíadas é o Basquete masculino, o esporte participou de 18 olimpíadas e conquistou 3 medalhas de bronze (48,60,64). A ultima conquistada há mais de 50 anos, de lá para cá vimos grandes nomes do basquete brasileiro brilhar em Pan-americanos mas nunca conquistaram uma medalha olímpica, Hélio Rubens, Marcel, Oscar foram grandes referencias que não sentiram esse gostinho.

No Rio 2016 lutaremos para quebrar este tabu, comandados pelo argentino Ruben Magnano (foto) a equipe brasileira terá jogadores que atuam na NBA e podem ser o diferencial nas quadras cariocas em busca da sonhada medalha de ouro.
O caminho do Ouro, os meninos do basquete estão no grupo B se juntando a Argentina, Espanha, Lituânia, Nigéria e o Classificado do pré olímpico 3.

Getty Images
Getty Images

O Basquete feminino também buscará a quebra de um tabu nos jogos do Rio. As meninas brasileiras disputaram 6 olimpíadas e ainda não conquistaram o Ouro. batemos na trave em Atlanta 1996, Hortência, Magic Paula e Janete chegaram a decisão contra as americanas mas acabaram ficando com uma comemorada Prata, o bronze veio em Sydney 2000 com Janete, Silvinha, Marta e Helen.

Getty Images
Getty Images

Em 2016 o técnico Antonio Carlos Barbosa (foto) terá muito trabalho para montar uma equipe experiente, pois muitas atletas pediram dispensa na ultima convocação, é torcer para as meninas dar a volta por cima e conquistar o inédito ouro olímpico.
O caminho do Ouro, as meninas do basquete estão no grupo A se juntando a Japão, Austrália e os classificados do pré olímpico 1 e 3.

O Handebol feminino do Brasil disputará sua 5° olimpíadas (00,04,08,12 e 16) e ainda não conquistou nenhuma medalha,tendo seu melhor resultado em Londres chegando ao 6° lugar. Porém após esta campanha as meninas conseguiram um feito inédito para o esporte no Brasil, conquistaram o campeonato mundial na Sérvia em 2013 desbancando as donas da casa.

Wander Roberto/Photo&Grafia
Wander Roberto/Photo&Grafia

No Rio 2016 a equipe treinada pelo Norueguês Morten Soubak esta confiante para trazer a inédita medalha e contará com jogadoras experientes em competições importantes. Duda, Alexandra e a goleira Barbara terão a missão de quebrar um tabu para o Handebol brasileiro a conquista de sua primeira medalha e quem sabe será de Ouro.
O sorteio dos grupos esta marcado para o dia 29/04, e países campeões mundiais estão garantidos Noruega, França, Russia, Romênia e Coreia do Sul.