Veja como o Fluminense conseguiu ter lucro sem a Unimed

Fotos: Nelson Perez – Divulgação FFC

O Fluminense divulgou os números de seu balanço financeiro em 2015, no primeiro ano do clube sem o patrocínio da Unimed e, mais do que era imaginado pela maioria dos fãs de futebol, o tricolor conseguiu obter superávit, isto é, lucro. Com uma administração equilibrada, o Flu conseguiu esse feito.

LEIA MAIS:
MERCADO DA BOLA: BOTAFOGO PODE PAGAR RESCISÃO DE KLEBER GLADIADOR
VÍDEO: VASCO MOSTRA COMO DEVE CUIDAR DAS CRIANÇAS E NENÊ É IDOLATRADO
BOTAFOGO GANHA REFORÇO PARA A FINAL DO CAMPEONATO CARIOCA
VEJA POR QUE A IMPRENSA INTERNACIONAL ESTÁ PESSIMISTA SOBRE AS OLIMPÍADAS

Os motivos para isso são diversos e o Torcedores.com listou os principais. Confira:

  • Venda de direitos econômicos de jogadores: A negociação de jogadores tricolores foi a principal fonte de renda do clube, algo em torno de  R$ 36,5 milhões;
  • Novos patrocinadores: R$ 27,5 milhões foi o valor arrecado pelo Fluminense com a Frescatto, do ramo de pescados, e com a Vitton 44, do segmento de bebidas, além de ter mantido o contrato com a Adidas. O acordo com a Unimed rendeu em 2014 R$ 14,1 milhões;
  • Cotas de TV: O aumento nominal no valor das cotas de TV foi também importante para fazer o Flu chegar a esse superávit.

O presidente Peter Siemsen fez questão de destacar o fato:

“Mesmo diante de um cenário econômico difícil no país, o Fluminense mostra seriedade e aumenta a credibilidade no mercado”, analisou o mandatário em entrevista ao Lance.

Crédito da Foto: Nelson Perez – Divulgação FFC