Veja quanto o Fluminense lucrou em seu primeiro ano pós Unimed

Fluminense
Crédito de imagem: Nelson Perez/Fluminense F.C

Após a saída da Unimed, o Fluminense tinha seu maior desafio que era equilibrar as finanças e manter o fluxo de caixa em dia mesmo com mudança de patrocinadores máster ano passado. Mas o presidente Peter Siemsen surpreendeu o Conselho Deliberativo quando apresentou um lucro de R$ 31,8 milhões, sendo que R$ 170,4 de receita e R$ 138,6 milhões em despesas, conforme mostra a coluna “De Prima”, do site LanceNet!.

LEIA MAIS:
THIAGO NEVES DESTACA QUE FLUMINENSE TERÁ PREFERÊNCIA CASO RETORNAR AO BRASIL

Já em 2014, quando a Unimed ainda estava com o Fluminense, o clube fechou no prejuízo de R$ 7,1 milhões, mas o resultado do ano passado aponta o balanço financeiro do clube que deve-se principalmente à venda de direitos econômicos de atletas que rendeu R$ 36,5 milhões no Tricolor das Laranjeiras. Já na época da patrocinadora da Unimed, as negociações terminaram em R$ 5,6 milhões na época.

Peter Siemsen falou a coluna “De Prima”, que mesmo com um cenário econômico difícil no Brasil, o Fluminense mostra seriedade e aumenta seu prestígio no mercado. O mandatário do Tricolor das Laranjeiras mantém o crescimento da equipe no poder econômico para buscar reforços nesta temporada.

“Mesmo diante de um cenário econômico difícil no país, o Fluminense mostra seriedade e aumenta a credibilidade no mercado” comentou Siemsen.



Radialista, Jornalista com passagens como correspondente pelo site italiano CalcioNews24.com e pelo Arena Rubro-Negra. Atualmente setorista do Fluminense e Futebol Sul-Americano no Torcedores.com