De 1 a 11: O melhor Santos que vi jogar

Crédito foto: Reproduçao\ Facebook oficial Neymar Jn

O Santos teve grandes times em sua história gloriosa, e definir os 11 melhores jogadores que passaram pelo clube é uma tarefa quase impossível, mas vou falar os melhores de cada posição que vi jogar, tenho 18 anos e a geração Robinho e Diego, Neymar e Ganso vão estar sempre em minha memória e no meu coração como santista.

Ainda era criança,mas aquele time de 2002 me encantou, fez de mim um apaixonado torcedor do Peixe, e os jogadores de 2010 que ganhou Copa do Brasil, Libertadores e o Tricampeonato Paulista, aonde praticava um futebol leve, ofensivo, me dava gosto de assistir.

Goleiro:

Rafael Cabral:

Campeão da Copa do Brasil, Libertadores e Tricampeão Paulista pelo Peixe, o ex-goleiro santista passava uma segurança impressionante na frente do gol do Alvinegro Praiano, o melhor jogo dele pelo clube foi na Copa Libertadores, contra o América do México pelas oitavas de final, a equipe tinha vencido por 1 a 0 na Vila Belmiro, e fora de casa fez uma partida péssima, mas Rafael Cabral fechou o gol e foi o grande responsável pelo Santos passar de fase.

Zagueiros:

Edu Dracena:

o Capitão do Peixe no titulo da Libertadores, o atual zagueiro do Palmeiras ás vezes foi muito criticado por torcedores e imprensa. O Santos de 2010 fazia muitos gols, mas sofria na defesa. Eu particularmente sempre gostei dele, o Edu sempre fez gols importantes pelo Alvinegro Praiano como na final contra o Vitória pela Copa do Brasil, sem contar a sua liderança nata que tinha perante aquele grupo.

Durval:

Como o seu ex-companheiro de zaga, ele em muitas ocasiões foi criticado, mas para mim um atleta que tem no currículo dez títulos Estaduais, que chegou em duas decisões de Libertadores, aonde ganhou uma pelo Santos e perdeu outra pelo Atlético Parananense, não merece as críticas, até hoje sinto saudade do Durval no Peixe, zagueiro muito seguro.

Lateral direito:

Danilo:

hoje no Real Madri, o jogador para mim foi o melhor lateral direito que vi no Santos, tinha um apoio ao ataque muito eficiente, foi dele o segundo gol do Peixe na final contra o Peñarol na Libertadores.

Lateral esquerdo:

Léo:

Como faz falta o jogador no clube, ele ganhou tudo pelo Peixe, também foi um lateral de muita qualidade, e fora isso ele me representava dentro e fora de campo, o ex-camisa 3 santista estará sempre em meu coração, ídolo eterno.

Meio Campo:

Renato:

Campeão Brasileiro, e Paulista pelo clube, o volante é um jogador de muita classe, técnica, e que com seus 37 anos de idade mantém um nível de atuação que impressiona, fora isso suas atitudes fora de campo de se dizer torcedor santista, e as suas declarações dizendo querer se aposentar no Santos só aumento minha idolatria por ele.

Elano:

Além dos títulos Brasileiro, o atual camisa 11 do Alvinegro Praiano fez minha alegria com aquele título da Libertadores de 2011. Hoje pode não ter mais condições de jogar em alto nível, mas sua história pelo clube ninguém vai apagar, a final do Campeonato Brasileiro de 2002 estará sempre na memória do torcedor.

Ganso:

O seu auge no Santos durou pouco foram 6 meses, depois foram apenas lampejos, mas ele jogou demais, fez partidas memoráveis e históricas que me enchia os olhos. Nem a sua ida para o São Paulo vai apagar toda alegria que ele me deu, a partida contra o Cerro pela Libertadores com time precisando vencer para se classificar, e com desfalques como Zé Love, Neymar e Elano, foi espetacular, ele foi o responsável direto para aquela vitória no Paraguai.

Diego:

A qualidade deste jogador em toda sua carreira impressiona, e no Santos ele me deu muitas alegrias, ele junto com Robinho formou aquela geração de 2002, que tirou o Santos da fila e a partir desta conquista o patamar do clube mudou, até hoje santistas e inclusive eu peço que ele volte ao Alvinegro Praiano.

Ataque:

Robinho:

Apesar do Rei das Pedaladas ter me decepcionado muito indo para o Atlético Mineiro, não posso negar tudo que ele fez pelo Peixe, Bicampeão Brasileiro, Campeão da Copa do Brasil, e Bicampeão Paulista pelo clube, Robinho no Santos sempre foi um atacante, rápido, técnico, veloz, habilidoso e decisivo. Em todas suas passagens pelo Alvinegro Praiano ele levantou algum troféu.

Neymar:

Uma toda geração de torcedores santistas não tinha visto o Santos Campeão da Libertadores, e após 48 anos eu e muita gente teve a oportunidade de ver. Ele me fez ter ódio dele com sua negociação com o Barcelona, mas dentro das quatro linhas sempre jogou muito, fez lindos gols, praticando um futebol moleque, que dava gosto de ver. Neymar foi o melhor atacante que vi jogar no clube.

Crédito da foto: Reprodução\ Facebook oficial do Neymar



Estudante de Jornalismo. Setorista no Torcedores.com do Santos e Botafogo.