Galvão teme sequência do Brasil nas Eliminatórias: “Estou assustado”

Galvão
Reprodução/Sportv

O técnico da Seleção Brasileira, Dunga, e o coordenador técnico da CBF, Gilmar Rinaldi, foram os convidados do programa Bem, Amigos! do canal a cabo SporTV, nesta segunda-feira (16). Comandado por Galvão Bueno, o debate girou sobre o momento do Brasil e as dificuldades na participação das Eliminatórias Sul-Americanas. No momento, o Brasil é apenas o 6° e está fora da zona de classificação à Copa do Mundo.

LEIA MAIS:

Como assim? Pai de Geromel vê jogo do filho com camisa do time adversário

Grêmio: cinco pontos positivos do empate contra o Corinthians na estreia

E foi justamente em cima das dificuldades atuais na tabela que Galvão revelou a sua preocupação. Ele se disse “assustado” com os seis jogos que o Brasil ainda terá em 2016 pelas Eliminatórias. Em casa, o time de Dunga enfrenta Colômbia, Bolívia e Argentina. Fora, os rivais serão Equador, Venezuela e Peru.

“Olha, sinceramente, eu estou assustado. Dunga, falando sério, eu estou assustado. Estou assustado com esses seis jogos que nós vamos ter até o final desse ano. Nós precisamos usar essa Copa América Centenário para formar um time, porque vem pedreira pela frente”, admitiu Galvão.

Gilmar Rinaldi e Casagrande discutem

Em defesa do trabalho de Dunga, Gilmar Rinaldi elogiou as opções do treinador na última partida contra o Paraguai, fora de casa, quando, após estar perdendo por 2×0, o Brasil buscou o empate a partir das substituições. Segundo Gilmar, o Brasil empurrou o rival para trás; já para Casagrande, foi o Paraguai que teve a proposta de se defender.

Após Gilmar expressar sua opinião, Casão rebateu: “Não foi isso, não. O Paraguai fez 2×0 no primeiro tempo e poderia ter feito 3 ou 4. No segundo tempo, o Rámon Díaz (técnico do Paraguai) quis segurar o resultado e botou o time para trás. Aí o mérito do Dunga de ter visto isso e mexido no time. Mas foi o Paraguai que veio para trás”, avaliou Casão.

“Eu respeito a sua opinião, apenas não concordo”, replicou Rinaldi.

Como lembrou Galvão Bueno, o Brasil disputará a Copa América Centenário, nos Estados Unidos, antes de voltar a disputar as Eliminatórias. Na chave brasileira ainda há Equador, Haiti e Peru. A estreia será contra o Equador, dia 4 de junho, em Pasadena, na Califórnia.

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.