Jovens do Santos estão prontos para a Europa, diz revista inglesa

zeca
Gabigol, Thiago Maia e Zeca foram os santistas listados na revista britânica "FourFourTwo". (FOTOS: Divulgação/Santos FC)

A revista britânica “FourFourTwo”  listou 11 jogadores sul-americanos que estariam prontos para atuar bem em clubes da Europa e o Santos foi o clube que apareceu com mais nomes. Gabriel, Thiago Maia e Zeca foram os citados.

Gabriel foi o mais exaltado de todos os listados. Além dos santistas, Gabriel Jesus, do Palmeiras e Jonathan Calleri, do São Paulo, foram os outros listados de clubes brasileiros. De todos os 11 jogadores citados pela revista, oito disputaram a Copa Libertadores da América em 2016. Os únicos três que não participaram do torneio continental, foram justamente os jovens do Santos.

Veja todos os destaques na ordem apontada pela revista:

Gabriel (atacante, Santos)
Gabriel Jesus (atacante, Palmeiras)
Marlos Moreno (Colômbia, atacante, Atlético Nacional)
Zeca (lateral-esquerdo, Santos)
Thiago Maia (volante, Santos)
Jonathan  Calleri (Argentina, atacante, São Paulo)
Romel Quiñonez (Bolívia, goleiro, Bolívar)
Rodrigo Betancour (Argentina, meia, Boca Juniors)
Giovani Lo Celso (Argentina, meia, Rosário Central)
Emanuel Mammana (Argentina, zagueiro, River Plate)
Sergio Díaz (Paraguai, atacante, Cerro Porteño)

Apesar de não disputar a principal competição do continente, o Santos segue sendo o clube brasileiro à levar mais jogadores para a seleção nacional, tanto de base como a profissional. E isso, claro, conta muito na visibilidade de seus jogadores para o mundo a fora.

GABRIEL

Carregando a 10 do Santos, o atacante de 19 anos foi o jogador com mais destaque entre os 11 listados pela revista. Pontos essenciais para isso são os fatos de já ter sido convocado para a Copa América Centenário e estar com os dois pés nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro que ocorre em Agosto deste ano.

Na “ficha de cadastro”, aparece como Gabriel Barbosa, seu nome, de fato. Mas ao decorrer do texto passa a ser exaltado como “Gabigol”.

Indo mais a fundo na história de Gabigol, o texto lembra os mais de 600 gols marcados pelo garoto ainda nas categorias de base do time praiano, fazendo jus ao apelido que surgiu na própria base.

Quando subiu para o time profissional, Gabigol pediu para ser chamado de Gabriel Barbosa, o nome que sua mãe escolheu para ele, mas não adiantou. O apelido que já vinha da infância e a habilidade de fazer gols importantes e decisivos, não deixou o apelido ir embora.

Além disso, a revista lembra que quando Neymar deixou o Santos em 2013, Gabigol com apenas 16 anos já era considerado o novo nome para ser destaque do time da baixada e substituto do atual camisa 11 do Barcelona.

ZECA

O lateral-esquerdo de 21 anos foi o 4º da lista, ficando atrás do companheiro de equipe Gabigol, do palmeirense Gabriel Jesus e do atacante colombiano Marlos Moreno (do Atlético Nacional).

Teve como destaque o fato de conseguir combinar a habilidade ofensiva com a defensiva. Consegue atacar o adversário aproveitando-se de sua velocidade e consegue contribuir com uma habilidade defensiva muito sólida, sem ser faltoso.

Após a saída do chileno Mena em 2014 e a contusão de Caju em 2015, Zeca teve a oportunidade de mostrar seu trabalho e foi bem. No começo, houveram críticas naturais. Mas o tempo de trabalho permitiu que mostrasse o bom jogador que é e chegasse à seleção olímpica.

O fato de estar com os dois pés nas Olímpiadas também torna-se fator importantíssimo para aparecer na lista de jogadores preparados para atuar em grandes clubes europeus.

THIAGO MAIA

“Maia deu sentido à expressão ‘deixar tudo em campo’ por só sair de campo no final dos jogos. Não por lesão, mas por não aguentar mais correr”, diz o texto da revista, destacando a raça e a entrega do jogador.

Como volante, Thiago Maia defende o “coração do time”. Não só pela raça, mas pela posição em que atua. Desarmando de maneira eficiente os seus adversários, costuma ainda dar boas enfiadas de bola para companheiros de criatividade e/ou velocidade.

Efetivo defensivamente, também tem seus momentos de ajudar na criação do jogo da equipe santista, podendo deixar companheiros na cara do gol e ajudar o meia Lucas Lima a enxergar melhor o jogo.

Tem qualidades técnicas excelentes e moldadas no que muitos clubes da Europa procuram em jogadores de tal  posição. Segundo a FourFourTwo, deve se transferir para o velho continente na janela do meio do ano.



Estudante de Jornalismo de 19 anos, buscando ingressar no meio do jornalismo esportivo. Já escreveu para o portal vavel.com e agora enxerga o torcedores.com como uma ótima oportunidade de mostrar seu trabalho e dar sequencia à uma carreira profissional.